Massa paranasal: dacrioestenose congênita? Relato de caso

Resumo

O objetivo deste é descrever uma criança portadora de massa paranasal, atentando para a importância dos diagnósticos diferenciais. RELATO do CASO: ACS, 6 meses, sexo feminino, desde o nascimento apresentando abaulamento não inflamatório, no canto medial do olho esquerdo, lacrimejamento e hiperemia no olho direito. Ao exame apresentava fenômeno de Bell negativo bilateral, lagoftalmo à direita, ulceração e opacidade corneana à direita; presença de lesão arredondada, de superfície lisa no canto medial do olho esquerdo, sem sinais inflamatórios, medindo aproximadamente 2 cm de diâmetro, não pulsátil. À palpação, a lesão era elevada, de consistência fibroelástica, imóvel, indolor, irredutível. À propedêutica das vias lacrimais, não havia refluxo à compressão, o teste de Milder foi negativo em ambos olhos e as vias apresentavam-se pérvias à dacriocistografia. O exame tomográfico revelou tratar-se de meningocele fronto-etmoidal. COMENTÁRIOS: Os autores chamam a atenção para a adequada semiologia para a investigação das massas paranasais, a fim de se instituir o adequado tratamento.
Report of a child presenting a paranasal mass, and discussion of the importance of the differential diagnosis. CASE REPORT: ACS, 6 months old, female, presenting a non inflammatory nodulation on the left medial canthus; tearing and redness in the right eye since birth. on examination, there were bilateral lagophthalmos and corneal ulceration and opacity at the right side; on the left medial canthus there was a rounded lesion with a smooth surface, without inflammation, with an approximately 2-cm diameter. on palpation, the lesion was elevated, fibroelastic, non-mobile, painless, and irreductible. Tear or discharge reflux was absent on lacrimal pathway compression, Milder's test was negative on both sides. Dacryocystographic examination showed normal lacrimal drainage of the paranasal sinus system. Computadorized tomography revealed a fronto-ethmoidal meningocele. COMMENTS: The authors emphasize the importance of the investigation of paranasal masses, in order to apply adequate therapy.

Descrição

Palavras-chave

Obstrução dos ductos lacrimais, Encefalocele, Meningocele, Seio etmóide, Seios paranasais, Diagnóstico diferencial, Criança, Relato de caso, Lacrimal duct obstruction, Encephalocele, Meningocele, Ethmoid sinus, Paranasal sinus, Differential diagnosis, Child, Case report

Como citar

Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 67, n. 5, p. 835-837, 2004.