Distribution, abundance and morphometry of Atlantoraja cyclophora (Regan, 1903) (Elasmobranchii: Rajidae) in southern Brazil, Southwestern Atlantic

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2004-09

Autores

Oddone, María Cristina
Vooren, Carolus Maria

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Ictiologia

Resumo

A total of 459 individuals of Atlantoraja cyclophora were captured along the Rio Grande do Sul coast between latitudes 30º40'S and 34º30'S. Two surveys were performed, in the winter 2001 and in the summer/autumn 2002, using bottom-trawl between the depths of 100 and 600 m. This species occurred between 100 and 300 m deep, without significant differences in the frequency of occurrence and abundance (CPUE; kg/hour) between latitudes, depth and seasons. The sex ratio was not significantly different from 1:1 in all depths. In the study area, temperature ranged between 10.0 ºC and 17.6 ºC and salinity between 35.2 e 36.0 ppm. There was no correlation between CPUE and depth, temperature and salinity. Mean total length of females (53.2 cm) was significantly larger than males (50.9 cm). No differences were detected in mean total length between seasons, but mean total length was significantly larger in depths of 100 m and 200 m. The distribution of the frequencies of total length was asymmetric, indicating rareness or lack of juveniles in the samples.
Foram capturados 459 exemplares de Atlantoraja cyclophora na costa do Rio Grande do Sul entre as latitudes 30º40'S e 34º30'S, em dois cruzeiros realizados respectivamente no inverno de 2001 e no verão/outono de 2002, com rede de arrasto de fundo, operada entre 100 e 600 m de profundidade. A espécie ocorreu nas profundidades de 100 a 300 m, não havendo diferenças significativas na freqüência de ocorrência nem na abundância (CPUE; kg/hora) entre latitudes, estratos de profundidade em ambas estações do ano. A proporção sexual não foi significativamente diferente de 1:1 em todas as profundidades. Na área estudada a temperatura variou entre 10,0 ºC e 17,6 ºC e a salinidade entre 35,2 e 36,0 ppm. Não houve correlação entre CPUE e profundidade, temperatura e salinidade. O comprimento total médio das fêmeas (53,2 cm) foi significantemente maior que o dos machos (50,9 cm). Não houve diferença no comprimento total médio entre estações do ano, mas sim entre profundidades, sendo significantemente maiores nos estratos de 100 a 200 m. As distribuições de freqüências de comprimento total foram assimétricas, indicando ausência ou escassez de indivíduos juvenis.

Descrição

Palavras-chave

abundance, distribution, occurrence, sex ratio, morphometry

Como citar

Neotropical Ichthyology. Maringá, PR, Brazil: Sociedade Brasileira de Ictiologia, v. 2, n. 3, p. 137-144, 2004.

Coleções