Custo-benefício de diferentes tipos de ácidos inorgânicos no tratamento do fermento utilizado para produção de etanol

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-03-09

Orientador

Mutton, Márcia Justino Rossini

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Ciências Biológicas - FCAV

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Trabalho de conclusão de curso

Direito de acesso

Acesso restrito

Resumo

Resumo (inglês)

In recent decades, the search for clean energy sources has made bioethanol stand out. The current energetic situation has made it necessary to increase ethanol production through the use of new technologies and methodologies. Mostly, Brazilian plants recirculate the yeast after the fermentation process. For this, it is necessary to treat the yeast, in which Saccharomyces cerevisiae is diluted with water and, later, treated with sulfuric acid. This step is essential to establish an efficient process and can be performed with different types of acids. The present work aimed to determine the cost-benefit of using different types of inorganic acids in the treatment of yeast and to evaluate how they affect alcoholic fermentation in plants. The experiment was carried out in a sugarcane plant in the interior of the state of São Paulo between the 2019/2020 harvest. The design used was in completely randomized with 3 treatments (sulfuric acid, nitric acid, and phosphoric acid) and 8 replications (fermentation cycles). After carrying out the research, it was found that sulfuric acid obtained the best results, presenting greater productivity in ethanol and profit margin, being the only one that did not show a revenue deficit.

Resumo (português)

Nas últimas décadas, a procura por fontes de energia limpa fez com que o bioetanol ganhasse destaque. A atual situação enérgica tornou necessário o aumento da produção de etanol através da utilização de novas tecnologias e metodologias. Majoritariamente, as usinas brasileiras fazem recirculação do fermento depois do processo fermentativo. Para isto, é necessário o tratamento da levedura, no qual Saccharomyces cerevisiae é diluída com água e, posteriormente, tratada com ácido sulfúrico. Esta etapa é fundamental para estabelecer um processo eficiente, podendo ser realiza com diferentes tipos de ácidos. O presente trabalho teve como objetivo determinar o custo-benefício da utilização de diferentes tipos de ácidos inorgânicos no tratamento do fermento em usinas. O experimento foi realizado em uma usina sucroalcooleira no interior do estado de São Paulo entre a safra de 2019/2020. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado com 3 tratamentos (ácido sulfúrico, ácido nítrico e ácido fosfórico) e 8 repetições (ciclos fermentativos). Após a realização da pesquisa constatou-se que o ácido sulfúrico obteve os melhores resultados, apresentando maior produtividade em etanol e margem de lucratividade, sendo o único que não apresentou déficit na receita.

Descrição

Idioma

Português

Como citar