Incidência e caracterização dos vírus infectando orquídeas no Estado de São Paulo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-02-27

Orientador

Pavan, Marcelo Agenor
Sakate, Renate Krause

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

As doenças causadas por vírus são um dos principais entraves sanitários nos sistemas de produção de orquídeas, uma vez que promovem consideráveis danos ao seu valor comercial, já que afetam diretamente sua estética e produtividade. São escassos os estudos relacionados aos principais vírus que ocorrem nessa planta ornamental em condições brasileiras. Em termos mundiais, Cymbidium mosaic virus (CymMV) e Odontoglossum ringspot virus (ORSV) prevalecem e são os vírus de maior importancia econômica.Tendo em vista esta questão, o presente trabalho objetivou avaliar, através de métodos sorológicos e moleculares, 385 amostras pertencentes a diferentes gêneros de orquídeas oriundas do estado de São Paulo a fim de estabelecer qual o(s) de maior importância fitossanitária. A análise de detecção foi realizada atraves do Enzyme linked immunossorbent assay (ELISA), com os antissoros comerciais contra: CymMV, ORSV, Cymbidium ringspot virus (CymRSV), Tomato spotted wilt virus (TSWV) e para o gênero Potyvirus. Para a análise de variabilidade, oligonucleotídeos foram desenhados para amplificar a região codificadora da proteína capsidial do CymMV e ORSV, bem como foi obtido da literatura um par de primers para detecção do Orchid fleck virus (OFV). O vírus de maior prevalência foi o CymMV, presente em 274 amostras (71,16%), seguido do ORSV presente em 61 amostras (15,85%), e OFV em 11 amostras (2,85%). Os demais vírus testados não foram identificados em nenhuma das amostras analisadas. Os sintomas causados pelo CymMV e ORSV são muito variaveis, além de serem confundidos com fatores abióticos, problemas nutricionais e fitotoxidez. Aparentemente a expressão de sintomas está relacionada ao gênero e idade da planta, bem como aos fatores climáticos das regiões de cultivo. Quanto a variabilidade...

Resumo (inglês)

Diseases caused by viruses are a major constraint in the production systems of orchids, as they promote considerable damage to its commercial value, as it directly affects their productivity and aesthetics. There are few studies related to major viruses that occur in this ornamental plant in the Brazilian conditions. Globally, Cymbidium mosaic virus (CymMV) and Odontoglossum ringspot virus (ORSV) are prevalent and the virus of greatest economic importance. Considering this issue, the present study aimed to evaluate, through serological and molecular methods, 385 samples of different orchid genera from São Paulo state in order to establish what is(are) the most important virus(es). As for the Enzyme linked immunossorbent assay (ELISA), commercial antisera were used against: CymMV, ORSV, Cymbidium ringspot virus (CymRSV), Tomato spotted wilt virus (TSWV) and the genus Potyvirus. Primers were designed to amplify the coding region of the capsidial protein CymMV and ORSV and a pair of primers for detection of Orchid fleck virus (OFV) was obtained from the literature. The the most prevalent virus was CymMV, present in 274 samples (71.16%), followed by ORSV present in 61 samples (15.85%) and OFV in 11 samples (2,85%). The other viruses tested were not identified in any of the samples analyzed. Symptoms caused by CymMV and ORSV are very variables, and are commonly confused with abiotic factors, nutritional problems and phytotoxicity. Apparently is related to gender and age of the plant, as well as the climate factors. As the genetic variability of CymMV e ORSV, was observed nucleotide identity... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

MORAES, Letícia Aparecida de. Incidência e caracterização dos vírus infectando orquídeas no Estado de São Paulo. 2013. xii , 81 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu, 2013.

Itens relacionados