A modelagem matemática nos anos iniciais: um olhar para a Conferência Nacional sobre modelagem na Educação Matemática

Imagem de Miniatura

Data

2023-11-09

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Este estudo teve em vista investigar o desenvolvimento de atividades de Modelagem Matemática nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, com enfoque na organização dos alunos e na promoção da autonomia. Para tanto, realizou-se uma pesquisa qualitativa e de natureza bibliográfica, abordando os anais da Conferência Nacional sobre Modelagem na Educação Matemática (CNMEM) entre os anos de 1999 a 2019, com ênfase na categoria “relatos de experiência”. Ao analisar os dados, dos 225 relatos identificados, apenas 13 eram referentes aos Anos Iniciais. A partir da identificação dessa lacuna existente na literatura, a investigação possibilitou a análise da Modelagem em diferentes contextos, sendo esses permeados por potencialidades e desafios. Verificou-se através do estudo, que a Modelagem, embora reconhecida pela Educação Matemática, apresenta desafios significativos para ser desenvolvida entre os alunos dos Anos Iniciais. Considerando os dados, evidencia-se que a abordagem, quando empregada, necessitou de estímulos externos para ser efetivamente realizada. O estudo também identificou particularidades específicas da Modelagem Matemática nos Anos Iniciais, como a integração da abordagem a rotina escolar, as diferentes representações do pensamento matemático e a curiosidade infantil, corroborando as suposições teóricas relacionadas ao seu potencial de formação. Através da pesquisa, observa-se que a Modelagem Matemática nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental pode possibilitar o estabelecimento de um ambiente democrático em sala de aula, visando o protagonismo do aluno a partir da investigação de seus interesses por meio da Matemática.
This study looked at the development of Mathematical Modeling activities in the Early Years of Elementary School, with a focus on student organization and the promotion of autonomy. To this end, a qualitative, bibliographic study was carried out, looking at the proceedings of the National Conference on Modeling in Mathematics Education between 1999 and 2019, with an emphasis on the “experience reports” category. When analyzing the information, of the 225 reports identified, only 13 referred to the Early Years. By identifying this gap in the literature, the research made it possible to analyze modeling in different contexts, which are permeated by potential and challenges. The study found that although modeling is recognized by Mathematics Education, it presents significant challenges for development among students in the Early Years. Considering the findings, it is clear that the approach, when used, required external incentives in order to be carried out effectively. The study also identified specific features of Mathematical Modeling in the Early Years, including how the approach integrates the school routine, the different representations of mathematical thinking and children's curiosity, corroborating the theoretical assumptions related to its educational potential. The research shows that Mathematical Modeling in the Early Years of Primary School can provide a democratic environment in the classroom, encouraging students to be protagonists by investigating their interests through mathematics.

Descrição

Palavras-chave

Modelagem Matemática, Anos Iniciais do Ensino Fundamental, Educação Matemática, Mathematical Modeling, Early Years of Primary School, Mathematics Education

Como citar