Buscando a assistência humanizada: percepção do acompanhante em unidade de terapia intensiva

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2008-08-20

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A humanização é vista como um conjunto complexo de atitudes e ações motivadas por pensamentos éticos, humanísticos, sociais e holísticos. Hoje, a proposta de humanização em UTI tem um horizonte mais amplo, englobando desde o ambiente físico até as relações entre as equipes de saúde. Dessa forma, valorizar a presença de acompanhantes na instituição hospitalar e apreender sua percepção é um processo fundamental para o alcance de uma prática assistencial realmente humanizada. Assim, esse estudo tem o objetivo de analisar a percepção do acompanhante de pacientes que estão em processo de hospitalização, na busca da assistência humanizada em Unidade de Terapia Intensiva. É uma pesquisa de abordagem qualitativa, sendo entrevistados os acompanhantes nas UTIs pediátrica e coronariana do HC da Faculdade de Medicina de Botucatu – UNESP. Os depoimentos foram analisados através da Técnica de Análise de Conteúdo proposta por Bardin (96). As categorias identificadas foram: acolhimento e ambiente da UTI: estrutura física e profissionais de saúde. As percepções dos familiares em ser acompanhante refletem uma não diferenciação em ser acompanhante e ser visitante, porém enfatizam que a presença da família, mesmo nos horários de visitas, auxilia na recuperação do paciente, como também os tranqüilizam. Os acompanhantes consideram as informações fornecidas pelos profissionais de saúde, adequadas e verdadeiras. O atendimento das unidades é percebido como satisfatório, porém revelam ser necessário um repensar sobre as normas e rotinas das unidades, principalmente em relação aos horários de visitas. A percepção sobre acomodação reflete a possibilidade de estar próximo ao paciente, porém revelam a dificuldade por não ter um local apropriado para se acomodar que se localize próximo a UTI. Percebem ainda...
Humanization is viewed as a set of complex attitudes and actions motivated by ethical, humanistic, social and holistic thoughts. Today, the proposal of humanization at ICUs has a broader horizon which includes the physical environment as well as relations between health care teams. Hence, valuing the presence of companions in hospitals and apprehending their perceptions is a fundamental process for accomplishing an actually humanized care provision practice. Therefore, this study aimed at analyzing the perceptions of companions of patients undergoing the hospitalization process in the search for humanized care at an Intensive Care Unit. It is a qualitative study in which companions of patients hospitalized at the pediatric and coronary ICUs of the Botucatu School of Medicine University Hospital – UNESP were interviewed. The reports were analyzed through the Content Analysis Technique proposed by Bardin (96). The identified categories were: patient reception and the ICU enviroment - physical structure and health care professionals. Family members’ perceptions of being companions reflected a non-differentiation between being a companion and being a visitor; however, they emphasized that the presence of relatives, even if only at visiting hours, helped patients’ recovery as well as made them calm. Companions considered the information provided by health care professionals to be adequate and truthful. The care given at the units was perceived as satisfactory although the respondents reported the need to reconsider the units’ rules and routine, especially as concerns visiting hours. The perception concerning acommodation reflected the possibility of being close to the patient; however, they revealed the difficulty of not having an appropriate accomodation area near the ICU. They also perceived that the University Hospital... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Enfermagem, Humanização na saúde, UTI - Humanização, Intensive Care Unit - Humanized care

Como citar

ISRAEL, Fernanda de Cássia. Buscando a assistência humanizada: percepção do acompanhante em unidade de terapia intensiva. 2008. 118 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2008.