Receituário Mais que Especial: uma intervenção urbana para pensar arte e pesquisa no contexto da Reforma Psiquiátrica

Imagem de Miniatura

Data

2015-12-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

UNESP

Resumo

This paper addresses the experience of constructing and conducting an urban intervention named Receituário Mais que Especial, with psychiatric reform and the current context of medicalization of life as the backdrop. Focusing on the intersection between art and research in the field of psychosocial care, the authors present elements that question the boundaries between these issues and the ramifications of an intervention constructed through an interdisciplinary group: the smooth space. The power of art and urban intervention for knowledge production, reflection and questioning regarding healthcare is clear from this path.
Este trabajo aborda la experiencia de construcción y realización de la intervención Recetario Más que Especial, teniendo como telón de fondo la Reforma Psiquiátrica y el contexto actual de medicalización de la vida. Enfocándose en la intersección entre Arte e Investigación en el terreno de la Atención Psicosocial, los autores presentan elementos que problematizan las fronteras entre estas temáticas y los desdoblamientos de la intervención construida por un colectivo interdisciplinario, el Espacio Liso. En esta trayectoria se percibe la potencia del arte y de la intervención urbana en la producción de conocimiento, en la reflexión y problematización sobre el cuidado de la salud.
Este trabalho aborda a experiência de construção e realização da intervenção urbana nomeada Receituário Mais que Especial, tendo como pano de fundo a Reforma Psiquiátrica e o atual contexto de medicalização da vida. Com foco na intersecção entre Arte e Pesquisa no terreno da Atenção Psicossocial, os autores apresentam elementos que problematizam as fronteiras entre estas temáticas e os desdobramentos da intervenção construída por um coletivo interdisciplinar, o Espaço Liso. Percebe-se, nesta trajetória, a potência da arte e da intervenção urbana na produção de conhecimento, na reflexão e problematização acerca do cuidado em saúde.

Descrição

Palavras-chave

Urban intervention, Psychiatric reform, Art, Research, Intervenção urbana, Reforma psiquiátrica, Arte

Como citar

Interface - Comunicação, Saúde, Educação. UNESP, v. 19, n. 55, p. 1039-1050, 2015.

Coleções