Uso de extratos vegetais, manipueira e nematicida no controle do nematoide das galhas em cenoura

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-03-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Grupo Paulista de Fitopatologia

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Extratos aquosos de várias espécies vegetais têm se mostrado promissores no controle alternativo do nematoide de galhas Meloidogyne incognita (Kofoid & White), um dos agentes mais limitantes para o cultivo da cenoura. O presente estudo avaliou a ação de extratos aquosos provenientes de sete espécies vegetais aplicados aos 40, 50, 60, 70 e 80 dias após a semeadura da cenoura 'Nantes' em solo infestado com o nematoide. Outros três tratamentos foram constituídos de manipueira, água destilada (testemunha), os quais foram aplicados nos mesmos períodos dos extratos, e carbofuran 50G (80kg/ha), aplicado 60 dias após a semeadura uma única vez. As avaliações foram efetuadas aos 90 dias da inoculação, determinando-se a massa fresca da parte aérea e do sistema radicular total, o diâmetro e o comprimento das raízes comerciais e o número de galhas presentes nas raízes principais e secundárias. Plantas tratadas com manipueira, extratos de sementes de Ricinus communis L., sementes de Crotalaria juncea L., folhas + ramos + frutos de R. communis, folhas + ramos + inflorescências de Chenopodium ambrosioides L. e sementes de Azadirachta indica A. Juss. apresentaram maiores índices de peso total (raiz + parte aérea) e peso de parte aérea. O extrato à base de folha + ramos + fruto de R. communis proporcionou maior peso radicular total além de maior diâmetro da raiz principal da cenoura. Maiores pesos da raiz principal foram encontrados em plantas tratadas com manipueira e extrato de semente de R. communis. Com base nos resultados obtidos conclui-se que o extrato de sementes de R. communis e manipueira podem ser promissores no manejo alternativo de M. incognita.

Resumo (inglês)

Aqueous extracts of several plant species have shown promising in controlling root-knot nematode, Meloidogyne incognita (Kofoid & White), one of the most limiting agents for carrot cultivation. The current study evaluated the effect of aqueous extracts from seven botanical species applied to 40, 50, 60, 70 and 80 days after sowing 'Nantes' carrots in soil infested with root-knot nematode. Three other treatments included cassava wastewater, distilled water (control), which were applied in the same periods of the extracts application, in addition to carbofuran 50G (80Kg/ha), which was applied once at 60 days after carrot sowing. Evaluations were performed at 90 days after inoculation to determine shoot and root fresh weight, as well as the diameter and the length of principal roots and the number of galls on primary and secondary roots. Plants treated with cassava wastewater, extracts of Ricinus communis L. seeds, Crotalaria juncea L. seeds, R. communis leaves + branches + fruits, Chenopodium ambrosioides L. leaves + branches + inflorescences and Azadirachta indica A. Juss. seeds showed the highest rates of total weight (root + shoot) and shoot weight. The extract of R. communis leaves + branches + fruits provides the highest total root weight and principal root diameter. Cassava wastewater and extracts of R. communis seeds provided the highest principal root weight. The extract of R. communis seeds and cassava wastewater can be considered promising for the alternative control of M. incognita.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Summa Phytopathologica. Grupo Paulista de Fitopatologia, v. 38, n. 1, p. 36-41, 2012.

Itens relacionados

Financiadores