Atitudes de condutores de atividades de aventura e a perspectiva de disseminação da sensibilização ambiental

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-12-14

Orientador

Schwartz, Gisele Maria

Coorientador

Pós-graduação

Ciências da Motricidade - IBRC

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Este estudo, de natureza qualitativa, teve como objetivo investigar as atitudes e comportamentos ambientais de condutores de atividades de aventura e as perspectivas de disseminação de valores sobre sensibilização ambiental para os praticantes, durante as intervenções, com base nas atividades de aventura. O estudo foi desenvolvido por meio da união de pesquisas bibliográfica e exploratória. Foram utilizados para a coleta de dados os instrumentos referentes ao questionário para caracterização da amostra, à Escala de Ecocentrismo e Antropocentrismo (idealizada em 1994 por Thompson e Barton e traduzida para o idioma português por Pinheiro et al., em 2005), e à Escala de Intervenção sobre Sensibilização Ambiental (EISA) - para Condutores de Atividades de Aventura, elaborada especificamente para este estudo. Esses instrumentos foram aplicados a uma amostra intencional, composta por 24 condutores de atividades de aventura de vivências em terra, gelo e neve (montanhismo), água (rafting) e ar (paraglider), de cidades consideradas polos constantes de oferta dessas modalidades. Os dados foram analisados descritivamente, por meio da Técnica de Análise de Conteúdo e ilustrados numericamente, de modo percentual. Os resultados indicam que a maioria dos condutores possui atitude ecocêntrica e está consciente do seu compromisso no que se refere à disseminação da Educação Ambiental e à sensibilização ambiental dos praticantes, utilizando diversas estratégias pedagógicas. Entretanto, pode-se constatar também profissionais que não são tão positivos quanto a esta perspectiva, havendo, ainda, um predomínio pela utilização de estratégias de conteúdos racionais. Torna-se necessária maior atenção na formação desse profissional, para ampliar sua contribuição efetiva na dinâmica social

Resumo (inglês)

This qualitative study, aimed at investigating the attitudes and behaviors of adventure activities’ guides and prospects of spreading awareness about environmental values for practitioners, during interventions, based on adventure activities. The study was conducted through literature review and exploratory research. The instruments for data collection deal with a questionnaire to characterize the sample, the Ecocentrism and Anthropocentrism Scale (conceived by Thompson and Barton in 1994 and translated into Portuguese by Pinheiro et al., 2005), and the Intervention on Environmental Awareness Scale (EISA) - for Adventure Activities’ Guides, specifically designed for this study. These instruments were administered to an intentional sample, comprising 24 adventure activities guides from land, ice and snow (mountaineering), water (rafting) and air (paraglider) types of activities that were developed on cities considered as poles of constant supply of these modalities. Data were descriptively analyzed through Content Analysis Technique and numerically illustrated by percentage. The results indicate that most guides have an ecocentric attitude and are conscious of their compromise with regard to the dissemination of environmental education and awareness for the practitioners, using various teaching strategies. However, it can be seen that some professionals are not so positive about this prospect, and predominantly use the rational strategies. More attention to the formation process is required, due to the needs of amplifying the effective contribution into social dynamics

Descrição

Idioma

Português

Como citar

FIGUEIREDO, Juliana de Paula. Atitudes de condutores de atividades de aventura e a perspectiva de disseminação da sensibilização ambiental. 2012. 154 f. Dissertação - (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2012.