Poesia e pensamento no Catatau, de Paulo Leminski

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-05-14

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O trabalho estuda a representação do sujeito no Catatau, de Paulo Leminski, enquanto instância ficcional produzida nas relações de produção, circulação e recepção da obra, considerando suas dimensões éticas, estéticas e políticas. O livro, que elabora a fabulação da vinda de René Descartes ao Brasil da invasão holandesa no Recife, no século XVII, é considerado pela maior parte de sua recepção crítica como tributário do experimentalismo de vanguarda e do concretismo. Este estudo, entretanto, aborda a relação de produção do sujeito como trânsito de tensões históricas vividas pela sociedade nos anos 60 e 70 do século XX, momento definitivo de esgotamento do projeto das vanguardas, do projeto utópico do alto modernismo e do questionamento da primazia da técnica como fundamento da arte. Explorando as ambivalências, o sujeito no Catatau é representado numa textualidade fragmentária, também ambivalente, entre a propensão autônoma do signo e a referencialidade, entre uma prática cartesiana de linguagem e a crítica ao cartesianismo, entre o projeto da vanguarda concretista e a busca de uma literatura nova, em aberto, que superasse a tradição poética da qual era tributário. Afirma-se soberano - evidenciando a presença da figura pública do poeta como uma das vozes do texto -, no exercício da metalinguagem, na corrosão paródica e na negatividade com que canibaliza os discursos sociais, como o discurso filosófico, os provérbios populares e o discurso histórico, deixando assim entrever uma referencialidade que se deixa atravessar pelas tensões políticas de dois períodos históricos, o século XVII da invasão holandesa e no século XX os anos 60 e 70 da ditadura militar brasileira. Nos dois tempos históricos, abordados espacial e simultaneamente, o livro questiona a razão ocidental imposta aos trópicos, bem como questiona o mito da tropicalidade como construtor da identidade nacional.
Not available.

Descrição

Palavras-chave

Lemininski, Paulo, 1944-1989 - Catatau - Crítica e interpretação, Literatura brasileira - História e crítica, Poesia brasileira - História e crítica, Tropicalismo (Movimento musical) - História e crítica, Sujeito (Literatura), Literatura anos 1970 - Brasil, Concretismo, Contracultura, Experimentalismo, Tropicalismo - Crítica e interpretação, Literatura marginal - Anos 1970, Brazilian literature

Como citar

ABRÃO, Daniel. Poesia e pensamento no Catatau, de Paulo Leminski. 2007. 276 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, 2007.