Aplicação do ultrassom de baixa potência na prevenção de osteopenia em tíbias de ratos sob ausência de carga

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-06-13

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Foram utilizados 45 Rattus novergicus albinus, Wistar adultos, machos, divididos em cinco grupos: C - animais controle livres em gaiolas por 21 dias; S – animais suspensos pela cauda por 21 dias; ST – suspensos pela cauda por 21 dias, concomitantemente, tratados com US; S→C– suspensos por 21 dias, depois permaneceram em solo por 21 dias; S→CT – suspensos por 21 dias, depois permaneceram em solo por 21 dias e concomitantemente foram tratados com US. O tratamento foi realizado com US com frequência de 1,5 MHz, ciclo de trabalho 1:4, 30mW/cm2, na tíbia do antímero direito, por 15 sessões de 20 minutos. Com os animais ainda vivos foram submetidos ao exame de densitometria óssea para verificação da Área, Densidade Mineral Óssea (DMO) e Conteúdo Mineral Ósseo (CMO). Após a eutanásia dos animais, as tíbias foram submetidas à análise da Força máxima (Fmáx), rigidez (R) comprimento (L) e diâmetro (D) O grupo S apresentou valores para DMO, CMO, Fmáx, R, L e D menores em relação ao grupo controle, demonstrando que a suspensão é prejudicial à manutenção das propriedades ósseas. Ao tratar os animais suspensos com o US, encontramos para este grupo (ST) valores de CMO e DMO maiores que o S e iguais ao C. Ao compararmos a Fmáx, rigidez e comprimento ósseo do ST com o S, observamos um aumento com o tratamento e ao comparar o ST com o C percebemos também um aumento significativo destes parâmetros Ao comparar o S→CT com o S→C não encontramos diferença significativa para Fmáx, R, L, D, DMO e CMO. Os resultados obtidos neste estudo fornecem a conclusão de que o US contribuiu para a prevenção da ocorrência de osteopenia nos animais submetidos à suspensão pela cauda
It was used 45 Rattus novergicus albinus, male, adult Wistar, divided in five equal groups: C – control free animals in cages for 21 days; S –animals suspended by the tail for 21 days; ST – suspended by the tail for days and concurrently, treated with US; S→C - suspended for 21 days and later remained on soil for more 21 days; S→CT - suspended for 21 days and later remained on soil for more 21 days and concurrently treatment with US. The treatment was performed with US with 1,5 MHz of frequency, work cycle 1:4, 30 2 mW/cm , on right antimere tibia, for 15 sessions of 20 minutes each.with the animals still alive they were undergone bone densitometry examination to verify the Area, Bone Mineral Density (BMD) and the Bone Mineral Content (BMC). After the euthanasia of the animals, the tibias were measurement of Maximum force (Fmax) rigidity (R), length (L) and diameter (D). The results has shown that S presented BMD, BMC, bone Fmax, R, L and D smaller compared to the control group, proving that the suspension is detrimental to the maintenance of bone’s properties. By treating the suspended animals with the US, we found for this group (ST) BMD and BMC bigger than S and equal to C. By comparing ST’s bone Fmax, R and L to S, we observed an increase with the treatment, and when we compared ST with C we also noticed a significant increase of these parameters. When we compared S→CT with S→C we didn’t find significant difference for Fmax, R, L, D BMD and BMC. There was a significant difference for area between S→CT and the groups ST and S→C. The obtained results in this study provide the conclusion that the US prevents the occurrence of osteopenia on bones of animals under suspension by the tail

Descrição

Palavras-chave

Osteoporose, Ultrassonografia, Estimulação física, Osteopenia

Como citar

BORGES, Cintia Helena Monteiro. Aplicação do ultrassom de baixa potência na prevenção de osteopenia em tíbias de ratos sob ausência de carga. 2012. 64 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina Vaterinária de Araçatuba, 2012.