Vitamina C intra-ovo e estresse por calor na incubação de frangos de corte

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-11-30

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Estresse calórico afeta o desempenho e as características morfofuncionais dos frangos. Manipulação das condições ambientais na fase fetal tem se mostrado efetiva na indução de características adaptativas ao calor na incubação. Manipulação nutricional da ave com anti-estressores também tem sido apontado como potencial indutor de adaptações fisiológicas ao calor na fase de criação. O presente estudo analisou os efeitos do estresse por calor na incubação associado ou não à injeção de ácido ascórbico (AA) intra ovo sobre características morfofuncionais dos pintos na eclosão e sobre seu desempenho pós-eclosão e características morfofuncionais à idade de abate quando criados sob temperatura fria, termoneutra ou quente. No Capítulo 1 apresentamos uma abordagem teórica sobre o tema. Nos Capítulos 2, 3 e 4 são abordados os efeitos da alta temperatura de incubação associada ou não com diferentes porcentagens de AA injetado intra ovo antes da incubação sobre parâmetros de incubação (temperatura da casca dos ovos, perda de massa dos ovos, eclodibilidade, mortalidade, condutância e qualidade dos pintos), hemodinâmica (eritrograma, leucograma e variáveis bioquímicas e gases) e desenvolvimento da bursa de Fabrícius (peso, área medular e cortical dos folículos, espessura de epitélio e proliferação celular). Para isso, ovos férteis de matrizes de frangos de corte (Cobb) foram utilizados em delineamento experimental inteiramente casualizado 2x5 (temperatura de incubação: 37,5ºC e 39ºC; sem injeção de AA e injeção de 0%, 2%, 4% e 6% de AA). Os dados do Capítulo 2 mostram que as porcentagens de AA utilizadas afetaram a perda de calor por condução e a taxa de eclosão dos ovos, e que não minimizaram os efeitos da alta temperatura de incubação sobre o desenvolvimento hepático e cardíaco...
Heat stress affects the performance and morphofunctional characteristics of broilers. Manipulation of environmental conditions during the fetal period has been effective in the induction of adaptive traits in heat incubation.Nutritional manipulation of the bird with anti-stressors has also been touted as a potential inducer of physiological adaptations to heat in the growing phase. The present study examined the effects of heat stress on incubation with and without intra-egg injection of ascorbic acid (AA) on the morphofunctional characteristics of chicks at hatching and their post-hatch performance and morphofunctional characteristics at slaughter age when raised under cold thermoneutral or hot temperatures. In Chapter 1 we present a theoretical approach to the topic. In Chapters 2, 3 and 4 the effects of high incubation temperature associated or not with different percentages of AA injected intra-egg before incubation on incubation parameters (temperature, eggshell, weight loss, hatchability, mortality, conductance and chick quality), hemodynamics (erythrocyte, leukocyte count and biochemical variables and gases) and development of the Fabrucius bursa (weight, medullary and cortical area of the follicles, epithelial thickness and cell proliferation) are addressed. For this fertile Cobb broiler eggs were used in a completely randomized design 2x5 (incubation temperature: 37.5º C and 39º C, not injection of AA, and injection of 0%, 2%, 4% and 6% of AA). The data in Chapter 2 show that the percentage of AA used affected the heat loss by conduction and hatching rate of the eggs and did not minimize the effects of high temperature incubation on the heart and liver development...

Descrição

Palavras-chave

Frango de corte - Efeito do stress, Vitamina C, Ovos - Incubação, Vitamin C

Como citar

SGAVIOLI, Sarah. Vitamina C intra-ovo e estresse por calor na incubação de frangos de corte. 2013. xxv, 196 f. Tese (doutorado) -Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2013.