Caracterização morfofisiológica de isolados do gênero Cylindrocladium

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2008-02-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Grupo Paulista de Fitopatologia

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Com o objetivo de caracterizar o complexo gênero anamórfico Cylindrocladium, dezoito isolados foram cultivados em meios de cultura distintos, mantidos sob diferentes temperaturas, além de ter conídios e vesículas terminais analisados morfologicamente para identificação correta das culturas. Inoculações em diferentes hospedeiros foram, também, realizadas para avaliação do comportamento patogênico dos isolados estudados. Com relação aos caracteres morfológicos, pôde-se observar que ocorrem alterações nas dimensões de conídios e na morfologia da vesícula terminal devido, provavelmente, à mudança do substrato de cultivo. Porém, a variabilidade natural nas características dessas estruturas é tão elevada que dificulta a identificação correta dos isolados. em uma mesma cultura, por exemplo, foram observadas vesículas terminais de diferentes morfologias. Pôde-se constatar que existem diferenças patogênicas e fisiológicas entre os isolados, uma vez que houve a formação de grupos distintos quando tais características foram consideradas. Estas diferenças, provavelmente, sejam devidas à constituição genética distinta existente entre os isolados.

Resumo (inglês)

In order to characterize the anamorphic genus Cylindrocladium eighteen isolates of this funguswere cultivated in different culture media, kept under different temperatures, besides having conidia and terminal vesicles morphologically analyzed for correct identification of the isolates. Inoculations on different hosts were carried out to evaluate of pathogenic behavior of the studied isolates. Concerning the morphologic characters studied, it was observed that alterations occurred in the conidial dimensions and morphology of the terminal vesicles, but was not important considering that is due to substratum changes. However, the natural variability in the general characteristics of these structures indicated that it is difficult to obtain a correct identification of the isolates. In the same culture it was observed terminal vesicles with different morphologies. Pathogenic and physiological differences among the isolates could be observed. This brings the idea of distinct population groups when such characteristics are considered in this study. These differences probably indicate a distinct genetic constitution among the isolates used in this study.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Summa Phytopathologica. Grupo Paulista de Fitopatologia, v. 34, n. 1, p. 38-47, 2008.

Itens relacionados

Financiadores