A variação da concordância verbal entre os falantes do Mato Grosso do Sul

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006

Orientador

Campos, Odette Gertrudes Luiza Altmann de Souza

Coorientador

Pós-graduação

Linguística e Língua Portuguesa - FCLAR

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Nesta pesquisa, descrevemos e analisamos a variação da concordância entre o verbo e o SN sujeito de 3ª pessoa do plural, na fala de informantes de 30 municípios do Estado de Mato Grosso do Sul, para mostrarmos como tem se comportado a variação correlacionada com fatores lingüísticos e sociais, tendo como amostra falas registradas pela equipe de pesquisa do Atlas Lingüístico do Mato Grosso do Sul-ALMS-. Nossos informantes femininos e masculinos, são de distintas faixas etárias e diferentes graus de escolaridade. Para realizar este estudo, tomamos como base os princípios teóricos da Sociolingüística Variacionista e das abordagens Funcionalistas. Recorremos, ainda, aos programas computacionais do pacote VARBRUL para que obtivéssemos as análises individuais e os cruzamentos dos fatores escolhidos. A partir dos resultados, verificamos que a variação de 3ª pessoa do plural está condicionada, tanto por fatores sociais como lingüísticos, sendo que os fatores sociais foram os mais significativos. Entre os fatores sociais os que tiveram maior destaque foram a procedência, o sexo e a escolaridade, e entre os lingüísticos os subfatores sujeito pronominal não-explícito, alguns casos específicos de saliência fônica verbal, como é/são e a presença de marca formal de plural em todos os elementos. De modo geral, esta investigação sugere a evidência de que em vários aspectos a concordância verbal está sujeita a condicionamentos sociais e lingüísticos, desviando-se dos padrões gramaticais.

Resumo (inglês)

In this research, it was described and analyzed the variation of the agreement between verb and subject in the 3rd person plural SN- in the speech of informants from thirty towns from Mato Grosso do Sul, to show how it has behaved the variation correlated with linguistic and social factors, having as a sample speeches recorded by the research team from Atlas Lingüístico do Mato Grosso do Sul - ALMS. Our informants, feminine and masculine, are from different age groups and schooling degrees. To carry out this study, it was based on theoretical principles from a variant linguistics and functional approaches. It was also resorted to computing programs from VARBRUL to get individual analyses and the mixing of chosen factors. From the results, it was verified that the variation of the 3rd person plural is conditioned, both social factors and linguistics ones, being the social factors the most meaningful. Among social factors, those which had a greater prominence were the origin, sex and schooling and among linguistics ones, the under factors subjectpronoun were non explicit, some specific cases of phonic verbal prominence as is / are and the formal plural mark present in all elements. In general, this scientific investigation suggests the evidence that in several aspects the verb agreement is submitted to social and linguistics conditions, deviating from grammatical patterns.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

SGARBI, Nara Maria Fiel de Quevedo. A variação da concordância verbal entre os falantes do Mato Grosso do Sul. 2006. 165 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, 2006.

Itens relacionados