Stress e coping em crianças hospitalizadas em situação pré-cirúrgica e stress do acompanhante: estabelecendo relações

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-07-23

Autores

Carnier, Luciana Esgalha [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A hospitalização infantil para realização de cirurgia envolve uma sobrecarga emocional tanto para as crianças quanto para sua família. Sabendo que adultos e crianças são atingidos de modo semelhante pelo stress, este estudo avaliou o nível de stress de acompanhantes e crianças em situação pré-cirúrgica e as estratégias de enfrentamento (coping) das crianças nesta situação. Participaram 63 crianças, com idade entre 7 e 12 anos, hospitalizadas para cirurgias eletivas, e seus acompanhantes. Para verificar as variáveis sociodemográficas e de hospitalização das crianças, um Questionário de Levantamento de Informações, elaborado para este estudo, foi aplicado nos acompanhantes. Para avaliar a presença de stress nas crianças, foi aplicada a Escola de Stress Infantil (ESI) e, nos acompanhantes, o Inventário de Sintomas de Stress para adultos de Lipp (ISSL). Aplicou-se o Instrumento de Avaliação das Estratégias de Enfrentamento da Hospitalização (AEH) para identificar as estratégias de enfrentamento utilizadas pelas crianças para lidar com a hospitalização. Observou-se que cerca de 12,7% das crianças apresentaram stress e 23,8% possibilidade de stress, especialmente para sintomas psicológicos (33%), relacionados às variáveis: idade (sete a oito anos), sexo feminino, não ter experiência anterior com cirurgia e receber pouca informação acerca do período perioperatório. As crianças informadas pelo médico e com informação sobre o procedimento cirúrgico, apresentaram menor nível de stress. A maioria dos acompanhantes (76%) foram diagnosticados como estressados, com prevalência da fase de resistência e sintomas psicológicos principalmente as do sexo feminino. As crianças pontuaram mais comportamentos facilitadores da hospitalização como: tomar medicação, assistir TV e conversar. Meninas, crianças com idade igual ou superior a 11 anos e crianças...
Children's hospitalization for surgery may involve an emotional burden for both, the child and for his family. Knowing that adults and children alike are affected by stress, this study evaluated the stress level of caregivers and children in pre-surgical situation and the coping strategies of children in this situation. Participated in this study 63 children aged between seven and 12 years hospitalized for elective sugery and their carers. To determine the sociodemographic variables and hospitalizationn of children, a questionnaire survey of information prepared for this study was applied in companions. To evaluate the the presence of stress in children, was applied the Escala de Stress Infantil (ESI) and, in accompanying the Inventário de Sintomas de Stress para adultos de Lipp (ISSL). To identify the coping strategies used bu children to cope with hospitalization was applied the Instrumento de Avaliação das Estratégias de Enfrentamento da Hospitalização (AEH). It was observed that approximately 12.7% of children showed stress and 23.8% possibility of stress, especially for psychological psychological symptoms (33%), related to the variables age (seven to eight years), female, have no previous experience with surgery and receive little information about the perioperative period. The children reported by the physician and the surgical procedure had a lower level of stress. The most caregivers (76%) were diagnosed as stressed, with a prevalecence of resistance phase and psychological symptons. The fact that a woman companion and chief caregiver, in addition to being a companion of young children with no previous surgical experience and female was related with higher stress. The children scored more facilitative behaviors of hospitalization as taking medication, watching TV and chatting. Girls, children aged less than 11 years and children ... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Stress em crianças, Hospitalização infantil, Estratégias de enfrentamento, Stress (Psicologia) - Enfrentamento, Cirurgias eletivas, Coping, Stress infant, Maternal stress, Children hospitalization, Elective surgeries

Como citar

CARNIER, Luciana Esgalha. Stress e coping em crianças hospitalizadas em situação pré-cirúrgica e stress do acompanhante: estabelecendo relações. 2010. 179 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências, 2010.