β-Glucano na piscicultura: efeitos na incubação dos ovos, sistema imune inato e microbiota intestinal

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2019-02-26

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O β-glucano é uma molécula estudada como aditivo alimentar na piscicultura há vários anos, sendo descritos na literatura como imunoestimulante e atuando positivamente de diversas formas, como no crescimento, resistência aos patógenos, expressão dos genes do sistema imune inato, entre outros parâmetros. No presente estudo, diferentes abordagens de utilização com diferentes moléculas de β-glucanos foram avaliadas. No primeiro estudo, avaliamos os efeitos do banho de solução de β-glucano (100 mg L-1) durante 8 dias, após o período de exposição ao β-glucano foi avaliado o desempenho (massa e comprimento) das larvas de tilápia do Nilo. O segundo estudo nos possibilitou avaliar o potencial de dois β-glucanos de leveduras residuais provenientes da fermentação alcoólica. Os peixes foram alimentados durante 21 dias com 1 g kg-1 de β-glucano e desafiados com Aeromonas hydrophila inativada. No terceiro estudo avaliamos a composição intestinal bacteriana de pacus alimentados com dois diferentes β-glucanos de leveduras provenientes do processo de fermentação alcoólica. Para avaliar a diversidade bacteriana intestinal, os peixes foram alimentados por 21 dias com 1 g kg-1 de β-glucano, o DNA da microbiota intestinal extraído e realizado o sequenciamento (16S rDNA) utilizando a plataforma Illumina MiSeq. Os resultados do primeiro experimento demonstraram que as larvas incubadas com β-glucano apresentaram melhor desempenho, sendo maiores e mais pesadas que às do tratamento controle. Os resultados do nosso segundo estudo indicaram que um dos β-glucanos obtidos de leveduras residuais da produção de álcool avaliado foi eficaz como imunoestimulante, apresentando efeito positivo na ativação da atividade respiratória dos leucócitos. Os resultados observados no terceiro experimento demonstraram grande prevalência em todos os tratamentos dos gêneros Cetobacterium, Plesiomonas e Epulopiscium, os quais representam aproximadamente 60% de todos os gêneros identificados. Pesquisas utilizando diferentes moléculas de β-glucano são de grande importância e necessárias para averiguar a eficácia e fundamentar a utilização comercial dos mesmos.
β-glucan is a molecule studied as a feed additive in fish farming for several years and is described in literature as immunostimulating, and acting positively in several ways, such as growth, resistance to pathogens, expression of innate immune system genes, among other parameters. In the present study, different approaches of use with different β-glucan molecules were evaluated. In the first study, we evaluated the effects of β-glucan bath solution (100 mg L-1) for 8 days, after the exposure period to β-glucan we evaluated the performance (mass and length) of Nile tilapia larvae. The second study allowed us to evaluate the potential of two yeast β-glucans from alcoholic fermentation. Fish were fed for 21 days with 1 g kg -1 of β-glucan and challenged with inactivated Aeromonas hydrophila. In the third study we evaluated the bacterial intestinal composition of pacu fed with two different yeast β-glucans from the alcoholic fermentation process. To evaluate intestinal bacterial diversity, the fish were fed during 21 days with 1 g kg -1 of β-glucan, the DNA of intestinal microbiota was extracted and sequencing (16S rDNA) was performed using the Illumina MiSeq platform. The results of the first experiment demonstrated that the larvae incubated with β-glucan presented better performance, being bigger and heavier than those of the control treatment. The results of our second study indicated that one of the β-glucans obtained from residual yeasts from the alcohol production evaluated was effective as an immunostimulant, with a positive effect on the activation of the leukocyte respiratory activity. The results observed in the third experiment showed a high prevalence in all treatments of the genera Cetobacterium, Plesiomonas and Epulopiscium, which represent approximately 60% of all genera identified. Research using different β-glucan molecules is of great importance and necessary to ascertain the efficacy and substantiate the commercial use of them.

Descrição

Palavras-chave

Imunoestimulantes, Microbiota intestinal, Ovos, Pacu, Prebióticos, Tilápia do Nilo, β-glucano

Como citar