Espaços educativos impulsionadores da educação ambiental

Imagem de Miniatura

Data

2009-04-01

Autores

Vasconcellos, Hedy Silva Ramos de
Spazziani, Maria de Lourdes [UNESP]
Guerra, Antonio Fernando Silveira
Figueiredo, João Batista de Albuquerque

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Centro de Estudos Educação e Sociedade (CEDES)

Resumo

A educação ambiental (EA) vem-se expandindo no Brasil em diversos espaços educativos formais e não-formais. Este texto considera a EA provocadora de mudanças políticas, estimuladora de uma racionalidade ética e ecológica e promovedora de atitudes e valores pessoais e de práticas sociais compatíveis com a sustentabilidade da vida na Terra. Sob esta visão, o artigo tem como objetivo refletir sobre a expansão da educação ambiental nas universidades brasileiras, nos últimos vinte anos; discutir as possíveis mudanças educacionais das políticas públicas da área, a partir da Constituição de 1988; considerar a possível influência das forças dos movimentos sociais da sociedade organizada e das redes de EA locais, regionais e nacionais formadas com a generalização do uso da informática, como impulsionadora da sua expansão. A EA se constitui e se formaliza com o respaldo de uma política nacional que propicia sua permanência e aprofundamento nos espaços já conquistados e promove sua inserção nos demais contextos da sociedade organizada.
Environmental education (EE) has expanded in Brazil in diverse educational settings, both formal and non-formal. This text considers EE as provoking political change, stimulating an ethical and ecological rationality and promoting personal values and attitudes, as well as social practices, compatible with the sustainability of life on earth. From this perspective, the principal objective of the article is to reflect on the expansion of environmental education in Brazilian universities in the last twenty years; discuss the changes in public educational policies, since the 1988 constitution; and to consider the possible influence of social movements in organized society, as well as the networks of local, regional and national EE, together with the generalized use of computer technology, as impulses in its expansion. Environmental education constitutes and formalizes itself as a foundation for national policies that contribute to its permanence and deepening in the spaces where it already exists and promotes its inclusion in the other contexts of organized society.

Descrição

Palavras-chave

Educação ambiental, Universidade, Políticas públicas, Redes, Movimentos sociais, Environmental education, University, Public policies, Networks, Social movements

Como citar

Cadernos CEDES. Centro de Estudos Educação e Sociedade, v. 29, n. 77, p. 29-47, 2009.