Risco de hospitalizações repetidas em idosos usuários de um centro de saúde escola

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-03-01

Autores

Guerra, Isabel Casale [UNESP]
Ramos-Cerqueira, Ana Teresa de Abreu [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz

Resumo

O objetivo deste trabalho foi estratificar 305 idosos com 65 anos ou mais, atendidos em um Centro de Saúde Escola (Botucatu, São Paulo, Brasil), quanto à probabilidade de admissão hospitalar repetida. Os dados foram coletados por meio de um instrumento de avaliação do risco de admissão hospitalar repetida, constituído por oito indicadores de saúde: autopercepção da saúde, hospitalização, consultas médicas, diabetes, doença cardiovascular, sexo, apoio social e idade. Verificou-se que 56,4% dos entrevistados apresentaram baixa probabilidade de admissão hospitalar repetida; 26,9%, média; 10,5%, média-alta; e 6,2%, alta. Na associação dos indicadores de saúde com a probabilidade de admissão hospitalar repetida, observou-se que, para idosos classificados como sendo de riscos médio, médio-alto e alto, em relação àqueles com baixo, os riscos relativos foram significativos: saúde média ou ruim (2,31); hospitalização (2,38); mais de três consultas médicas (1,75); diabetes (2,10); doença cardiovascular (2,76); homens (1,68); e 75 anos ou mais (1,62). Constatou-se que o instrumento utilizado possibilitou a estratificação dos idosos quanto ao risco de serem hospitalizados repetidas vezes, o que pode contribuir para propostas de reorganização dos serviços de saúde.
The aim of this study was to stratify 305 elderly (> 65 years) treated at an academic health center (Botucatu, São Paulo, Brazil) according to risk of repeated hospitalization. Data collection used an instrument to evaluate risk of repeated hospital admissions, including eight health indicators: self-rated health, hospitalizations, doctor visits, diabetes, cardiovascular disease, gender, social support, and age. 56.4% of interviewees presented low probability of repeated hospitalization, as compared to 26.9% medium, 10.5% medium-high, and 6.2% high probability. Combining health indicators with the probability of repeated hospitalization, for elderly classified as medium, medium-high, and high risk compared to low, the relative risk was significant: medium or bad health (2.31); hospitalization (2.38); > 3 doctor visits (1.75); diabetes (2.10); cardiovascular disease (2.76); male gender (1.68); and > 75 years of age (1.62). The instrument was able to stratify elderly at risk of repeated hospitalization and is thus useful for reorganizing public health services.

Descrição

Palavras-chave

Hospitalização, Serviços de Saúde para Idosos, Saúde do Idoso, Hospitalization, Health Services for the Aged, Aging Health

Como citar

Cadernos de Saúde Pública. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, v. 23, n. 3, p. 585-592, 2007.