p53 gene analysis in childhood B non - Hodgkin's lymphoma

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2001-11-01

Autores

Klumb, Claudete Esteves Nogueira Pinto
Resende, Lídia Maria Magalhães de
Tajara, Eloísa Helena [UNESP]
Bertelli, Erika Cristina Pavarino
Rumjanek, Vivian Mary
Maia, Raquel Ciuvalschi

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Associação Paulista de Medicina (APM)

Resumo

CONTEXTO: Alterações do gene supressor de tumor p53, como mutações e deleções, são lesões genéticas encontradas com maior freqüência nas neoplasias humanas, incluindo câncer de mama, pulmão e cólon. Entre as malignidades hematológicas, o gene 53 é freqüentemente mutado no linfoma de Burkitt, sendo detectadas mutações em 30-40% das amostras tumorais e em 70% das linhagens celulares. OBJETIVO: Analisar as alterações do gene p53 em crianças com linfoma não-Hodgkin de origem B. TIPO DE ESTUDO: Estudo descritivo. LOCAL: Centro de Oncologia Terciário. PARTICIPANTES: O estudo analisou 12 pacientes com linfoma não-Hodgkin B classificados como linfoma de Burkitt. A análise de possíveis mutações do gene p53 foi realizada pela técnica de PCR-SSCP dos exons 5, 6 ,7 e 8/9 do gene. RESULTADOS: Um padrão anormal de migração foi observado em quatro pacientes (33.3%), em um paciente no exon 6 e em três no exon 7. Os casos positivos incluíam dois pacientes que evoluíram para o óbito por progressão da doença. CONCLUSÃO: Esses resultados preliminares sugerem que as alterações do gene p53 são freqüentes em crianças com linfoma de Burkitt e podem contribuir para patogênese ou progressão da doença.
CONTEXT: Mutations or deletions in the tumor-suppressor gene p53 are among the commonest genetic changes found in human neoplasms including breast, lung and bowel cancers. In hematological malignancies, p53 is most often mutated in Burkitt's lymphoma, with p53 mutations present in 30 to 40% of tumor samples and in 70% of cell lines. OBJECTIVE: To analyze the p53 gene alterations in child patients with B non-Hodgkin's lymphoma. DESIGN: Descriptive study. SETTING: Tertiary oncology care center. PARTICIPANTS: The study investigated 12 patients with childhood B non-Hodgkin's lymphoma (Burkitt's lymphoma). Screening for p53 mutations was done by polymerase chain reaction - single strand conformational polymorphism (PCR-SSCP) analysis of exon 5 to 8/9 of the gene. RESULTS: Abnormal polymerase chain reaction - single strand conformational polymorphism migration pattern was observed in 4 patients (33.3%), one on exon 6 and three on exon 7. Positive cases included 2 patients who died from disease. CONCLUSION: These preliminary results suggest that p53 mutations are quite frequent in children with Burkitt's lymphoma and may play a role in lymphoma genesis or disease progression.

Descrição

Palavras-chave

Mutação do gene p53, Linfoma não-Hodgkin, Linfoma de Burkitt, p53 mutation, B non-Hodgkin's lymphoma, Burkitt's lymphoma

Como citar

São Paulo Medical Journal. Associação Paulista de Medicina - APM, v. 119, n. 6, p. 212-215, 2001.

Coleções