A música como recurso cênico de palhaços: Cia. Teatral Turma do Biribinha e Circo Amarillo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-08-02

Autores

Melo Filho, Celso Amâncio de [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A linguagem musical, suas técnicas e seus instrumentos são ferramentas usuais na arte dos palhaços, tanto no exterior como no Brasil. A consulta a pesquisadores estrangeiros permite mapear aspectos históricos relacionados ao uso da música por artistas cômicos. Observados como artistas de habilidades múltiplas, os clowns mantiveram em seu trabalho um fazer artístico avesso às especializações, característico dos cômicos dos quais descendem, como os saltimbancos, bufões, comediantes dell'arte, que influenciaram na constituição dos clowns circenses, dos excêntricos musicais, dentre outras máscaras e personagens que têm a música como recurso de comicidade, valendo-se ainda de técnicas próprias em experimentações intensas da linguagem musical. No Brasil, entre o final do século XIX e início do século XX, os palhaços cantores dominaram os picadeiros circenses e foram determinantes para o início das gravações musicais. Esta pesquisa investiga a presença da música como recurso cênico e cômico ainda presente na arte dos palhaços, abordando sua perspectiva histórica e sua poética no trabalho de dois grupos da atualidade: a Cia. Teatral Turma do Biribinha e o Circo Amarillo. Por meio da metodologia de pesquisa em história oral e de análises de cenas musicais, abordou-se o trabalho desses grupos como herdeiro de práticas anteriores, mas que possibilitam a renovação das performances cênicas e musicais contemporâneas por proporem uma prática não especializada, explorando tanto a teatralidade de uma performance musical quanto a musicalidade do ato teatral.
The musical language, its techniques, and its instruments are standard tools in the art of clowns, both in Brazil and abroad. The research in foreign studies allows to find historical aspects related to the use of music by comic artists. As the clowns were seen as performers with multiple skills, they kept in their work an artistic performance averse to specializations, which is characteristic of the comic characters from which they descended, such as mountebanks, buffoons and comedians dell’arte. Those characters had influenced the formation of circus clowns, musical eccentrics, and other characters and masks, which have music as a comic resource, besides other proper techniques developed through an intense experimentation of musical language. In Brazil, between the late nineteenth and early twentieth centuries, singing clowns dominated circus shows and were determinant for the beginning of recorded music. This research investigates the presence of music as a scenic resource that is still present in the art of clowns, addressing its historical perspective and its poetics in the work of two groups of today: Cia. Teatral Turma do Biribinha and Circo Amarillo. By using the oral history methodology and carrying out analyses of musical scenes, this research seeks to understand the work of those groups as a continuation of an artistic ancestor, but which allows the renewal of contemporary scenic and musical performances by proposing a non-specialized practice, exploring both the theatricality of a musical performance and the musicality of the theatrical act.

Descrição

Palavras-chave

Palhaços, Circo, Arte e musica, Clowns

Como citar

MELO FILHO, Celso Amâncio de. A música como recurso cênico de palhaços: Cia. Teatral Turma do Biribinha e Circo Amarillo. 2013. 164 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Instituto de Artes, 2013.