Gestão de resíduos sólidos domiciliares orgânicos: práticas e técnicas para a destinação final na cidade de Rio Claro - SP

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2014

Autores

Peres, Gustavo Henrique [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

The present work is the analysis of the practices and techniques currently used in the final allocation given to organic household solid waste in the city of Rio Claro - SP. As the major part of Rio Claro’s household solid waste is formed by the organic fraction, as well as in the rest of the country, this research proposes a study on what is done with that portion of the waste, its treatment and where finally destined, based on the National Solid Waste Politic, recently approved in 2010. With the use of this organic part, for example: as animal feed supplement or compost embodiment for the purpose of producing organic fertilizer, enables the decrease of the percentage of the total destined to dumps and landfills. This total percentage has already been reduced after the popularization of the beneficial recycling programs in Brazil, which are still growing. As cities and the purchasing power of its individuals grow, there is also a consequent growth of waste production by society. The household whether domestic solid waste are lower than Industrial Solid ( RSI ) waste for the production in million tons ( Mton ) quantities , however, those residues are more visible on a daily basis - in cities and periphery as well, due to the inadequate management, - and also offer , as well as industrial and agricultural wastes , several types of harmful effects to the population when managed incorrectly. Therefore, the research aims to assist in the study of Solid Waste Management (MSW) for efficient Urban and Environmental Planning in a midsize city. Thus, this project aims to analyze in the city of Rio Claro, how the allocation of these materials is done and whether these practices denote effective improvement regarding the proper management of waste, in the same way that the recycling chain would allow this effect
O presente trabalho consiste na análise das práticas e técnicas utilizadas atualmente na destinação final dada aos resíduos sólidos orgânicos domiciliares da cidade de Rio Claro – SP. Como a maior parte do resíduo sólido domiciliar de Rio Claro está formada pela fração orgânica, assim como acontece no resto do país, propõe-se nesta pesquisa um estudo sobre o que é feito com essa parcela do lixo, como é tratada e para onde finalmente se destina, à luz da Política Nacional dos Resíduos Sólidos, recentemente aprovada em 2010. Com as utilizações dessa parte orgânica, por exemplo, como suplemento de rações animais ou para realização de compostagem com a finalidade de produzir adubo orgânico, viabiliza-se a diminuição de sua porcentagem na totalidade que vai para lixões e aterros sanitários. Totalidade esta que já foi diminuída após a popularização dos benéficos programas de Reciclagem no Brasil, ainda em implementação. À medida que crescem as cidades e o poder aquisitivo dos indivíduos, também se observa um consequente crescimento da produção de resíduos por parte da sociedade. Os resíduos sólidos domiciliares, ou domésticos, apresentam-se em quantidades inferiores aos resíduos Sólidos Industriais (RSI) quanto à produção em milhões de toneladas (Mton), porém, são esses resíduos que ficam mais visíveis diariamente – tanto dentro das cidades, pelo manejo inadequado, tanto na periferia urbana, pela gestão errada – e que também oferecem, assim como os resíduos industriais e até mesmo os agrícolas, diversos tipos de efeitos nocivos à população quando tratados e/ou destinados de forma incorreta ou negligente. Desse modo, essa pesquisa tem como objetivo auxiliar nos estudos da Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) para um eficiente Planejamento Urbano e Ambiental numa cidade de porte médio. Com isso, o projeto teve como finalidade analisar, na cidade de Rio Claro, como se...

Descrição

Palavras-chave

Resíduos, Resíduos sólidos, Residuos organicos - Rio Claro (SP), Adubos compostos, Política ambiental, Planejamento urbano

Como citar

PERES, Gustavo Henrique. Gestão de resíduos sólidos domiciliares orgânicos: práticas e técnicas para a destinação final na cidade de Rio Claro - SP. 2014. 51 f. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Geografia) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2014.