Insecta e Arachnida associados ao solo: plantas herbáceas como área de refúgio visando ao controle biológico conservativo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-04-25

Autores

Martins, Ivan Carlos Fernandes [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Este trabalho teve como objetivo principal avaliar o controle biológico conservativo através da criação de área de refúgio em um agroecossistema. A área de estudo foi estabelecida em um hectare com a área de refúgio apresentando 80 m de comprimento e constituída por quatro canteiros de 20 m, cada um deles contendo uma das seguintes espécies de planta herbácea perene: Panicum maximum cv. Massai e Cynodon spp. cv. Tifton 85 (gramíneas) e Stylosanthes spp. cv. BRS Campo Grande e Calopogonium mucunoides cv. Comum (leguminosas). Os artrópodes foram amostrados por meio de armadilhas de solo tipo alçapão. Todas as análises foram realizadas com as espécies consideradas predominantes classificadas de acordo com a abundância, freqüência, constância e dominância. Utilizou-se análise de regressão múltipla com seleção de variáveis “stepwise” para verificar a influência dos fatores meteorológicos na variação populacional. As fases fenológicas da soja e milho foram determinadas e relacionadas com a flutuação populacional. Para determinar a distribuição espacial os dados foram analisados através dos índices de dispersão e modelos probabilísticos. A visualização da distribuição e influência da área de refúgio foi verificada por mapa de interpolação linear. Um total de 79.633 espécimes e 514 espécies de artrópodes foram coletados. Os himenópteros e os coleópteros foram os grupos mais diversificados e abundantes, com destaque para os formicídeos e carabídeos. Os refúgios com as plantas Stylosanthes spp. e Panicum maximum apresentaram maior diversidade e abundância de artrópodes. A maioria dos artrópodes associados ao solo considerados predominantes apresentou distribuição agregada. Muitos destes, principalmente artrópodes predadores, se agruparam próximo ou na área de refúgio
The objective of this study was to evaluate the conservation biological control through the creation of beetle bank in an agroecosystem. The study was conducted in one hectare with a 80 m long refuge area, with four blocks of 20 m., in each block one species of perennial herbaceous plant was planted: Panicum maximum cv. Masai and Cynodon spp. cv. Tifton 85 (grasses) and Stylosanthes spp. cv. BRS Campo Grande and Calopogonium mucunoides cv. Common (legumes). The Arthropods were sampled by pitfall traps. All analyses were performed with the predominant species considered classified according to the abundance, frequency, constancy, and dominance. We used multiple regression analysis with variable selection stepwise to assess the influence of meteorological factors in population. The soybean and corn phenological stages were determined and related to population fluctuation. To determine the spatial distribution, data were analyzed using dispersion indices and probabilistic models based on the frequency distribution of the arthropods. The illustration of the distribution and influence of the beetle bank was verified by linear interpolation map. A total of 79,633 specimens and 514 species of arthropods were collected. The Hymenoptera and Coleoptera were more diverse and abundant, specially ants and ground beetles. The refuges with plants Stylosanthes spp. and Panicum maximum showed greater diversity and abundance of arthropods. Aggregated distribution was showed for most predominant arthropods associated with soil. Many of these, mainly predatory arthropods, clustered near or in the beetle bank

Descrição

Palavras-chave

Formiga, Soja, Estilosante, Carabidae, Interpolação, Carabidae, Formicidae, Glycine max, Interpolation map, Spatial distribution, Stylosanthes

Como citar

MARTINS, Ivan Carlos Fernandes. Insecta e Arachnida associados ao solo: plantas herbáceas como área de refúgio visando ao controle biológico conservativo. 2011. xi, 184 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2011.