Geoarqueologia e paleoidrologia da planicie aluvial holocênica do alto Rio Madeira entre Porto Velho e Abunã - RO

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-03-25

Autores

Tizuka, Michelle Mayumi [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Embora no Brasil não exista uma percepção de importância, no contexto mundial o rio Madeira merece destaque, uma vez que se trata do quarto maior rio do mundo em vazão e o maior afluente da bacia do Amazonas em descarga líquida e sólida. Com vazão média de 20000 m3/s o rio Madeira drena uma área de 1.360.000 km² de extensão sendo membro do seleto grupo hidro-geomorfológico dos nove mega-rios “anabranching” do mundo. O alto rio Madeira é caracterizado por um vale canal marcado por diversos afloramentos rochosos na forma de lajes, blocos e matacões. Esse leito rochoso permite a formação de numerosas corredeiras e cachoeiras das quais três possuem queda mais acentuada e altos valores de velocidade de água: Jirau, Teotônio e Santo Antônio. A região do alto rio Madeira é crucial para o entendimento do padrão de assentamento das populações pretéritas na Amazônia devido à presença de um registro arqueológico de quase todo o Holoceno, que tange importantes questões paleoambientais e arqueológicas. A abordagem geoarqueológica tem aumentado significativamente na arqueologia brasileira e sul-americana, mas os trabalhos focados em geoarqueologia de sistemas fluviais ainda são raros. Neste estudo, identificam-se possibilidades de correlações entre o sistema fluvial e as ocupações pretéritas, durante o Holoceno. Neste contexto arqueológico e paisagístico incluem-se sítios com ocupações recuadas de até 7700 anos antes do presente (AP) e sítios que apontam como os mais antigos vestígios de terra preta (TP) em toda a Amazônia, indicando um período de longa duração de ocupação humana pretérita e uma forte relação do homem com o sistema fluvial. Entender essas relações torna-se essencial para contextualizar os sítios arqueológicos com outras áreas de Amazônia, além de fornecer subsídios para compreender condições hidro-geomorfológicas do rio Madeira durante o Holocene na regiao de seu alto curso
Although in Brazil there is a perception of the importance of the Madeira river in the world context, worth noting that this is the fourth largest river in the world flow, is the largest tributary of the Amazon basin in solid and liquid discharge and is considered a member of the select hydro-geomorphological group of the nine mega-rivers anabranching of the world. The “upper Madeira River” (alto rio Madeira) is characterized by an embedded, marked by several rocky outcrops in the form of slabs, blocks and boulders along the channel, forming numerous rapids and waterfalls of which three have sharper drop and high values of water velocity: Jirau, Teotonio and Santo Antonio. The region of the upper Madeira river is crucial to understanding the settlement patterns of the preterit populations in the Amazon due to the presence of an archaeological record of almost every important respect that the Holocene paleoenvironmental and archaeological issues. The geoarchaeological approach has increased significantly in Brazilian and South American archeology, but the work focused on geoarchaeology of river systems are still rare. In this study, we identify possible correlations between the river system and the preterit occupations during the Holocene. In this context archaeological and landscape include occupations with indented up to 7700 BP and sites that link as the oldest traces of dark earth (terra preta) throughout the Amazon, indicating a long period of human occupation and a strong relationship between man and the river system. Understanding these relationships is essential to contextualize the archaeological sites and other areas of the Amazon, and provides subsidies to understand hydro-geomorphological conditions of the Madeira river during the Holocene in the upper Madeira River

Descrição

Palavras-chave

Geomorphology, Geomorfologia, Paleontologia - Quaternário, Paleohidrologia, Hidrologia, Madeira, Rio (RO e AM)

Como citar

TIZUKA, Michelle Mayumi. Geoarqueologia e paleoidrologia da planicie aluvial holocênica do alto Rio Madeira entre Porto Velho e Abunã - RO. 2013. 158 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2013.