Metazoários parasitos do Tamboatá Hoplosternum littorale (Siluriformes: Callichthyidae) coletados em três diferentes trechos do rio do Peixe, médio rio Tietê, SP, Brasil

Imagem de Miniatura

Data

2014-02-10

Autores

Alves, Carlos Alexandre [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Os parasitos têm sido reconhecidos como importantes componentes da biodiversidade global. Determinar o papel dos parasitos nos ecossistemas naturais é crucial para conhecimento do funcionamento da biosfera. Assim, um bom conhecimento da diversidade dos parasitos, e se está existindo ou não um declínio desta é crucial para o manejo e a conservação ambiental. O objetivo deste foi qualificar e quantificar 11 espécies de parasitos de Hoplosternum littorale ao longo do rio do Peixe sob a influência limnológica da represa de Barra Bonita. No período de julho/2010 à agosto/2012 foram coletados e examinados 90 espécimes sendo 30 em 3 diferentes Pontos: Ponto 1 - foz do rio do Peixe, trecho de desembocadura do rio do Peixe na represa de Barra Bonita; Ponto 2 - lagoa marginal que possui conexão permanente com o canal principal do rio, denominada de Lagoa da Usina; e Ponto 3 - situada no canal principal do rio do Peixe, conhecida por Calha do Baiano. O corpo, nadadeiras, narinas, boca, olhos, face interna dos opérculos, cavidade interna e todos os órgãos foram examinados à procura de metazoários parasitos. Os parasitos foram fixados e processados conforme metodologia específica para cada grupo. No Ponto 1 a maior frequência de dominância foi o Austrodiplostomum compactum, Pontos 2 e 3 foi o Gyrodactylus sp. No Ponto 1, Magnivitellinum corvitellinum e Scleroductus sp. apresentaram distribuição uniforme e os demais padrão agregado; no Ponto 2 somente o acantocéfalo não identificado apresentou o padrão de distribuição uniforme e no Ponto 3 todos apresentaram padrão agregado. No Ponto 2 Gyrodactylus sp. apresentou correlação positiva entre sua abundância e o comprimento dos hospedeiros. O Ponto 1 prevaleceu os índices de diversidade de Brillouin (H), equitabilidade de Pielou (J') e riqueza de Margalef (d) e o Ponto 3 apresentou maior índice de dominância de Berger-Parker

Descrição

Palavras-chave

Peixes Classificação, Peixe - Parasito, Biodiversidade - Conservação, Conservação biológica, Biodiversity conservation, Fishes Parasites, Peixe, Rio do (SP)

Como citar

ALVES, Carlos Alexandre. Metazoários parasitos do Tamboatá Hoplosternum littorale (Siluriformes: Callichthyidae) coletados em três diferentes trechos do rio do Peixe, médio rio Tietê, SP, Brasil. 2014. 1 CD-ROM. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Instituto de Biociências de Botucatu, 2014.