Avaliação de novilhas precoces: crescimento, reprodução e terminação

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-08-04

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Foram realizados dois experimentos com o objetivo de avaliar o desempenho de novilhas Nelore precoces durante as fases de crescimento, reprodução e terminação. No Experimento 1 objetivou-se avaliar o desempenho produtivo e reprodutivo no crescimento e reprodução de novilhas cujas mães foram submetidas ao manejo com baixa ou alta oferta de forragem (restrição alimentar, ou não) durante terço médio e final da gestação. No Experimento 2 objetivou-se avaliar o desempenho, consumo de matéria seca, eficiência alimentar e características de carcaça de novilhas Nelore em diferentes tempos de confinamento. O experimento 1 teve início em julho de 2020. Foram utilizadas 42 bezerras desmamadas, avaliadas durante o crescimento e a reprodução em função do tratamento materno: bezerras cujas mães foram submetidas à restrição alimentar e perda da condição corporal (baixa oferta de forragem) e bezerras cujas mães não foram submetidas à restrição alimentar e tiveram manutenção da condição corporal (alta oferta de forragem). O crescimento e reprodução das novilhas ocorreu em pastos de Urochloa brizantha cv. Marandu e todas receberam suplementação concentrada na quantidade de 1,0% do PC/dia. Ao atingir 14 meses de idade, as novilhas foram submetidas a dois protocolos de inseminação artificial em tempo fixo (IATF). Aos 30 e 60 dias, após IATF, foi realizado o diagnóstico de gestação através de ultrassonografia. Foram avaliados a análise quantitativa e qualitativa do pasto, peso corporal, ganho médio diário, escore de condição corporal, ultrassom de carcaça, parâmetros sanguíneos e desempenho reprodutivo. Os dados foram analisados utilizando-se o SAS, considerando 5% de probabilidade para o erro tipo I. Não houve efeito da restrição alimentar das vacas durante a gestação sobre o desempenho produtivo e reprodutivo da prole fêmea. Com relação as características de carcaça, o marmoreio apresentou diferença (P=0,02) entre os tratamentos, sendo superior nas filhas de vacas mantidas com alta oferta de forragem durante a gestação. Com relação à concentração dos metabólitos sanguíneos houve interação entre tratamento e período para a concentração sanguínea de gama glutamiltransferase (GGT, P=0,02) e insulina (P=0,02). A concentração sanguínea de proteína total foi maior (P=0,01) e para a concentração de IGF-1 houve tendência a ser superior (P=0,10) nas novilhas filhas de vacas submetidas à alta oferta de forragem. Conclui-se que a nutrição adequada ou restrição alimentar da matriz durante a gestação não exerce influência sobre o desempenho produtivo e reprodutivo da progênie, porém exerce influência na composição corporal, uma vez que bezerras filhas de matrizes que tiveram a nutrição adequada conseguem acumular maior porcentagem de gordura intramuscular (marmoreio). O experimento 2 foi dividido em dois anos. No ano 1, 51 novilhas Nelore [324 ± 19,3 kg de peso corporal (PC); 16 ± 1 meses] foram divididas em 3 períodos de confinamento (45, 75 ou 105 dias), no ano 2, 36 novilhas Nelore (362 ± 25,5 kg de PC; 18 ± 1 meses) foram divididas em três períodos de confinamento (45, 90 ou 135 dias). Em ambos estudos, as novilhas foram blocadas pelo peso inicial e estratificadas pela ultrassonografia de carcaça. Os animais foram alimentados ad libitum permitindo 3% de sobras. O ponto em que os animais atingissem 25% de extrato etéreo no peso corporal vazio (EEPCV) foi definido como ponto biológico de terminação. Além disso, foram feitas relações entre algumas características obtidas em ambos estudos. Relações lineares positivas foram encontradas entre espessura de gordura subcutânea (EGS) e EEPCV (p < 0,001, r = 0,84) e entre EGS e peso corporal (p < 0,001, r = 0,77). Nossos resultados sugerem que o ponto de terminação biológico para novilhas Nelore é 6,97 mm de espessura de gordura subcutânea ou 402 kg de peso corporal vazio, o que corresponde à aproximadamente 75 dias de confinamento.
Two experiments were carried out with the objective of evaluating the performance of early Nelore heifers during the growth, reproduction and finishing phases. In Experiment 1, the objective was to evaluate the productive and reproductive performance in the growth and reproduction of heifers whose mothers were subjected to management with low or high forage supply (food restriction, or not) during the middle and final third of pregnancy. Experiment 2 aimed to evaluate the performance, dry matter intake, feed efficiency and carcass characteristics of Nelore heifers at different feedlot days. Experiment 1 began in July 2020. 42 weaned calves were used, evaluated during growth and reproduction according to maternal treatment: calves whose mothers were subjected to food restriction and loss of body condition (low forage supply) and heifers whose mothers were not subjected to food restriction and maintained their body condition (high forage supply). Heifer growth and reproduction occurred on Urochloa brizantha cv. Marandu and all received concentrated supplementation in the amount of 1.0% of BW/day. Upon reaching 14 months of age, the heifers were subjected to two fixed-time artificial insemination (FTAI) protocols. At 30 and 60 days, after FTAI, pregnancy was diagnosed using ultrasound. Quantitative and qualitative pasture analysis, body weight, average daily gain, body condition score, carcass ultrasound, blood parameters and reproductive performance were evaluated. The data were analyzed using SAS, considering a 5% probability for type I error. There was no effect of dietary restriction of cows during pregnancy on the productive and reproductive performance of female offspring. Regarding carcass characteristics, marbling showed a difference (P=0.02) between treatments, being higher in daughters of cows kept with a high supply of forage during pregnancy. Regarding the concentration of blood metabolites, there was an interaction between treatment and period for the blood concentration of gamma glutamyltransferase (GGT, P=0.02) and insulin (P=0.02). The blood concentration of total protein was higher (P=0.01) and there was also a tendency to be higher (P=0.10) for IGF-1 blood concentration in heifers born to cows subjected to a high supply of forage. It is concluded that adequate vi nutrition or dietary restriction of the dam during pregnancy does not influence the productive and reproductive performance of the progeny, but does influence body composition, since calves born to dams that had adequate nutrition are able to accumulate a higher percentage of intramuscular fat (marbling). The Experiment 2 was divided in two years. In year 1, fifty-one Nellore heifers [324 ± 19.3 kg of body weight (BW); 16 ± 1 months] were split into three DOF lengths (45, 75, or 105 days), while in year 2, thirty-six Nellore heifers (362 ± 25.5 kg of BW; 18 ± 1 months of age) were split into three DOF lengths (45, 90, or 135 days). In both studies, all animals were distributed in complete randomized blocks according to initial BW and stratified via carcass ultrasound. The diet was supplied ad libitum, allowing 3% of refusals. The point at which the animals achieved 25% of ether extract of shrunk body weight (EESBW) was defined as the biological endpoint. Thus, relationships were made between some characteristics obtained in both studies. Positive linear relationships were found between backfat thickness (BFT) vs. EESBW (p < 0.001, r = 0.84) and BFT vs. body weight (p < 0.001, r = 0.77). Our results suggest that the biological slaughter endpoint for young Nellore heifers is 6.97 mm of backfat thickness or 402 kg shrunk body weight, corresponding to around 75 DOF.

Descrição

Palavras-chave

Dias de confinamento., Reprodução, Eficiência alimentar, Programação fetal

Como citar

OLIVEIRA, K. A. - Avaliação de novilhas precoces: crescimento, reprodução e terminação. (2023), 77f. Tese (Doutorado em Zootecnia), Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, 2023.