Análise do controle autonômico da variabilidade da frequência cardíaca e dor em atletas femininas de futsal

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-03-23

Autores

Mantoanelli, João Rafael Sturion
Bagatim, Yuri Garcia

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: O Sistema Nervoso Autônomo (SNA) é dividido em simpático (SNS) e parassimpático (SNP), e é responsável pela regulação dos processos fisiológicos do organismo humano tanto em condições normais quanto patológicas. O SNA tem papel fundamental na modulação da dor, visto que no processo doloroso ocorre uma hiperativação do SNS, enquanto a supressão da dor é encarregada pelo SNP. Logo, a análise da VFC se torna uma ferramenta para quantificar a ação nervosa autonômica. Objetivo: Analisar os efeitos do controle autônomo da variabilidade da frequência cardíaca e a dor em atletas femininas de futsal. Método: O estudo foi realizado em indivíduos do sexo feminino de 18 a 28 anos de idade, que foram separadas nos grupo controle e atletas. Foi analisado o índice linear da VFC, a raiz quadrada media da diferença do intervalo de sucessivas ondas sinusais RR normais (RMSSD), e a algometria de pressão. Resultado: Foram observados resultados significativos sobre as váriaveis estudadas no grupo de atletas no ponto lateral superior do joelho tendo como referência p < 0,05 e r > 0,5. Houve correlação o significante entre o RMSSD e o joelho superior lateral em atletas e não o grupo controle. Conclusão: Houve associação significante entre dor e SNA em apenas um ponto analisado no grupo de atletas, não obtendo nenhum resultado positivo para o grupo controle.
Introduction: The Autonomic Nervous System (ANS) is divided into sympathetic (SNS) and parasympathetic (PNS), and is responsible for regulating the physiological processes of the human organism under both normal and pathological conditions. The ANS plays a fundamental role in the modulation of pain, since in the painful process there is a hyperactivation of the SNS, while the suppression of pain is carried out by the SNP. Therefore, HRV analysis becomes a tool to quantify autonomic nerve action. Objective: To analyze the effects of autonomous control of heart rate variability and pain in female futsal athletes. Method: The study was carried out in female subjects aged 18 to 28 years, who were separated into the control and athletes groups. The linear index of HRV, the root mean square difference of the interval of successive RR normal sinus waves (RMSSD), and pressure algometry were analyzed. Result: Significant results were observed on the variables studied in the group of athletes at the superior lateral point of the knee, with p < 0.05 and r > 0.5 as a reference. There was a significant correlation between the RMSSD and the upper lateral knee in athletes and not in the control group. Conclusion: There was a significant association between pain and ANS at only one point analyzed in the group of athletes, not obtaining any positive result for the control group.

Descrição

Palavras-chave

Sistema nervoso autônomo, Variabilidade da frequência cárdiaca, Dor, Algometro, Autonomic nervous system, Heart rate variability, Pain, Algometer

Como citar