Em Cristo, poetas denunciam a podridão da modernidade: uma análise da obra Tempo e eternidade

Imagem de Miniatura

Data

2015-01-12

Autores

Nalin, Mariane Sanjuan [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

This assignment aims to do a critical and interpretative review of the masterpiece Tempo e Eternidade, published by the Brazilian poets Jorge de Lima and Murilo Mendes in 1935. It is a result of a project called Restaurando a poesia em Cristo, created by many different Brazilian poets as Tristão de Ataíde, Augusto Schimdt, and others. It is worth highlighting the importance of these poems, because of the period when they were published and for the modern proposal, as the theme, which the poets denounce the bad aspects of modernity of the century through the Holly Bible, as also for the new esthetics. In the 30s, Brazil was passing through many changes; in aspects of history - the transition between the governments of Oligarchy to the New State, in governance of Getúlio Vargas; and in the literary context, it was the beginning of the second phase of Modernism, from 1930 to 1945. This period remains the consolidation of the literary movement, in terms of esthetics, since the major proposal of Modernism is freedom of the verse and, in this second phase, the search for a renovation of the language and the enlargement of the themes in poetry, such in the religious aspect or the social-political' themes. In this perspective, it aims to show the importance of the masterpiece for the history of Brazilian literature, coated as part of a turning point between the first and second phase of Modernism, also for the thematic renovation in religious poetry and esthetics, with a new proposal of esthetics. The methodology for the analyses of the poems will be through Antonio Candido's proposal, in O estudo analítico do poema, based on interpretation and comments. Therefore it intends showing through the analyses the relevance of the masterpiece written by the Brazilian poets, to the area of religious poetry and for the literary movement of that time
Este trabalho visa à análise crítica e interpretativa da obra Tempo e Eternidade, publicada conjuntamente pelos poetas brasileiros Jorge de Lima e Murilo Mendes no ano de 1935, em um projeto chamado Restaurando a Poesia em Cristo, criado por diversos poetas brasileiros, como Tristão de Ataíde, Augusto Schimdt, entre outros. Ressalta-se a importância dos poemas devido ao momento quando publicados e pela proposta moderna que apresentam, tanto na temática, em que os poetas denunciam a podridão do século através do Evangelho, tanto pela nova modulação estética. Nota-se que na década de 30, o Brasil passava por diversas transformações, tanto em âmbito histórico, na transição dos governos da Oligarquia para o Estado Novo, com a presidência de Getúlio Vargas; e no contexto literário, visto que se dava início a Segunda Fase do movimento Modernista iniciado em 1930 até meados de 1945. Este período demarca a consolidação do movimento em questões estéticas, visto que a maior proposta do Modernismo de 1922 era a libertação do verso e, nesta segunda fase, a busca pela renovação da linguagem e o alargamento de temas na poesia, como a vertente religiosa ou temas político-sociais. Desta forma, objetiva-se com este trabalho demonstrar a importância da obra para a história da literatura brasileira, cotada como parte de um divisor de águas entre a Primeira e a Segunda fase do movimento, pela renovação temática da poesia religiosa e estética, com propostas de uma nova modulação de versos. A metodologia para a análise dos poemas se dará através da proposta de Antonio Candido, em O estudo analítico do poema, por meio da interpretação e comentários. Contudo, pretende-se demonstrar através das análises a relevância da obra dos poetas brasileiros, para a área da poesia religiosa e para o movimento literário daquela época

Descrição

Palavras-chave

Mendes, Murilo 1901-1975 Tempo e eternidade, Lima, Jorge de 1895-1953 Tempo e eternidade, Modernismo (Literatura), Poesia religiosa brasileira, Modernism (Literature)

Como citar

NALIN, Mariane Sanjuan. Em Cristo, poetas denunciam a podridão da modernidade: uma análise da obra Tempo e eternidade. 2014. 1 CD-ROM. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Letras) - Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências e Letras (Campus de Araraquara), 2014.