CAIPIRA... AGROBOY... AMBIVALENTE! Uma análise dialógica do discurso do personagem Chico Bento Moço, de Mauricio de Sousa

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-05-02

Autores

Borges, Leonardo Mailon

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Esta pesquisa de mestrado tem por objeto o personagem principal da HQ-mangá Chico Bento Moço, franquia de 76 edições – publicadas de agosto de 2013 a abril de 2021 - produzida pela Mauricio de Sousa Produções (MSP), que apresenta o personagem homônimo em sua fase jovem, deslocando-se do campo para a cidade para iniciar a vida acadêmica como estudante do curso superior de Agronomia. Tal percurso acompanha a construção temática voltada para o adolescente a partir de elementos constitutivos do imaginário coletivo e do repertório sociocultural projetados para esse público. Nosso referencial teórico-metodológico apoia-se em estudos do Círculo de Bakhtin, sobretudo, a partir da noção de diálogo como princípio fundador das práticas sociais engendradoras de sentido. Além disso, apoiamo-nos em trabalhos sobre o gênero HQ e suas especificidades linguístico-discursivas, especialmente a partir das discussões de Vergueiro e Santos para justificarmos o hibridismo concebido na postulação adotada para as discussões, o que nos permite, em certa medida, a adoção da nomenclatura HQ-mangá, considerando os contextos na construção da verbo-visualidade. O objetivo desta dissertação é o de promover a investigação dialógica acerca das manifestações do centro axiológico do personagem Chico Moço. Para tanto, destacamos publicações iniciais (edições 0 a 7), intermediária (edição 34) e final (edição 59) da HQ-mangá e verificamos como são recuperados e respondidos os discursos sobre o sujeito nos enunciados do campo da cultura, que consolidaram, ao longo dos anos, uma noção imagética sobre o que se constrói do/para o caipira no interior da cultura brasileira, por meio do embate social entre diferentes enunciados, os quais apresentam refratada essa noção, a qual foi compreendida no cotejamento de textos, com o destaque para uma ambivalência constitutiva e progressiva de Chico Moço, o que se mostra como projeto discursivo oriundo de um compromisso ético e social assumido pela marca. Além disso, constrói-se a discussão que confirma a abordagem relativamente estável do gênero, que, mesmo como investigação secundária desta pesquisa, constitui uma contribuição para o estudo dos enunciados relativamente estáveis. Adotar a perspectiva do conjunto de enunciados como pertencentes ao gênero HQ-Mangá justifica esse caráter de relativização das práticas sociais no hibridismo engendrador do heterodiscurso presente na forma, no material e no conteúdo de Chico Bento Moço, o que fornece uma leitura contratual sobre o que se discute acerca da noção de gêneros discursivos, sob o prisma bakhtiniano.
This Masters research has as purpose the main character from the HG-mangá Chico Bento Moço, a franchise of 76 editions – published from August 2013 to April 2021 – produced by Mauricio de Sousa Produções (MSP), that presents the character in his adolescence, moving from the countryside to the city to start his academic life as a student of Agronomy. This journey follows a thematic construction about the teenager from constitutive elements of the collective imagery and socio-cultural repertory to this public. Our theoretical-methodological reference stands on the studies of the Bakhtin Circle, especially from the notion of dialogue as a founder element of the social practices that create meanings. Furthermore, we use researches about the comic genre and its linguistic and discursive specificities, especially from the discussions of Vergueiro e Santos to justify the hybridity of the postulations used in the discussions, what allows us, in a certain way, to use the nomenclature HQ-mangá, considering the contexts in the construction of the verb-visuality. The aim of this Masters dissertation is to promote a dialogical investigation about a manifestation of an axiological center of the character Chico Bento. Therefore, we highlighted the first editions (editions from 0 to 7), an intermediate one (edition 34) and the final one (edition 59) of the HQ-mangá and we saw how the discourses about the subject are recovered and replied, what have consolidated, over the years, an imagery concept about what is constructed of/to the yokel inside the Brazilian culture, through a social conflict between different utterances, that represent this concept in a refracted way, that had been understood in the comparison of texts, highlighting the constitutive and progressive ambivalence of Chico Moço, what is shown as the discursive project that comes from an ethical and social commitment assumed by the MSP brand. Furthermore, the discussion is built that confirms the relatively stable approach to the genre, which, even as a secondary investigation of this research, constitutes a contribution to the study of relatively stable utterances. Adopting the perspective of the set of utterances as belonging to the HQ-Mangá genre justifies this character of relativization of social practices in the hybridism that engenders the heterodiscourse present in the form, material and content of Chico Bento Moço, which provides a contractual reading of what the notion of discursive genres is discussed under the bakhtinian prism.

Descrição

Palavras-chave

Chico Bento Moço, Dialogismo, Ideologia, Enunciado verbo-visual, Ambivalência, Dialogism, Ideology, Verbo-visual utterance, Ambivalence

Como citar