Propagação de Passiflora incarnata L. com o uso de estacas radiculares

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-11-19

Orientador

Goto, Rumy
Villas Boas, Roberto Lyra

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Horticultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

As espécies do gênero Passiflora, assim como a P. incarnata, apresentam dificuldades quanto a propagação sexuada. Trata-se de uma espécie pouco difundida no Brasil e dificilmente são encontradas sementes para produção de mudas. Porém pode ser propagada vegetativamente, entretanto raros estudos foram realizados com este maracujá, caracterizado como planta exótica em nosso país. Existem poucas bibliografias na área agronômica até mesmo em outros países, mas alguns estudos indicam que a propagação utilizando-se estacas de raiz pode ser realizada com sucesso. Este trabalho teve como objetivo desenvolver uma metodologia para propagação vegetativa empregando estacas radiculares de modo simples e objetivo, para ser utilizado por agricultores. Testes com produção de mudas por sementes foram conduzidos para comparativos. Foram utilizadas estacas radiculares obtidas de plantas adultas, as quais foram testadas quanto a profundidade de plantio, tamanho e diâmetro dos propágulos, disposição no plantio, diâmetro dos propágulos, tipos de substrato e efeito da temperatura. Foram avaliados a porcentagem de emissões a cada 10 dias. Aos 60 dias a porcentagem de indivíduos: com 2 pares de folhas abertas, com pelo menos 2 cm de parte aérea, com duas emissões, inviáveis. Os tratamentos estudados apresentaram diferenças significativas a 5% no teste de Tukey, apresentando melhores resultados as estacas com 2,0cm de comprimento e diâmetro maior que 0,3cm, plantados na posição horizontal em substrato orgânico, plantados a profundidade de 0,5 e 1,0cm. A temperatura de 30ºC levou vantagem sobre a temperatura de 40ºC para a formação de calos e início das brotações, entretanto outras temperaturas devem ser testadas. Mudas originadas por estacas radiculares foram transplantadas em uma mesma área com mudas provenientes de sementes para comparação de seu desempenho...

Resumo (inglês)

The species of the genus Passiflora, as well as P. incarnata, present difficulties as sexual propagation. It is a kind little widespread in Brazil and are hardly found seed for seedling production. It can be propagated vegetatively, however rare studies were conducted with this passion, characterized as exotic plant in our country. There are few agronomic bibliographies even in other countries, but some studies indicate that propagation using root cuttings can be performed successfully. This work aim to develop a methodology for vegetative propagation using root cuttings so simple and straightforward, to be used by farmers. Tests with production of seedlings for seed were conducted for comparative. Root cuttings were used obtained from adult plants, which were tested for planting depth, size and diameter of seedlings, planting, diameter available in propagating substrate types and effect of temperature. Have been assessed, the percentage of emissions every 10 days. To 60 days the percentage of individuals: with 2 pairs of open sheets, with at least 2 inches aboveground, two emission unviable. The treatments studied showed significant differences in the 5% test, Tukey, showing better results the stakes with 2.0cm magnification of length and diameter greater than 0.3cm, planted in horizontal position in organic substrate, deep planted 0.5 and 1.0cm magnification. The temperature of 30ºC took advantage over temperature of 40ºC for the formation of corns and beginning of shoots, however other temperatures must be tested. Seedlings caused by root cuttings were transplanted in a same area with seedlings from seeds for comparing your performance, showing similar performance in the development and productivity

Descrição

Idioma

Português

Como citar

TONIN, Fábio Bechelli. Propagação de Passiflora incarnata L. com o uso de estacas radiculares. 2010. vii, 87 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, 2010.

Itens relacionados

Financiadores