Formação inicial de professores de língua inglesa no PIBID: reflexões sobre o uso de jogos lúdico-didáticos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-04-27

Autores

Monteiro, Flávia Miriane [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Na era da comunicação, o estudo do processo ensino-aprendizagem de língua inglesa tem aberto um leque de possibilidades para que pesquisas possam trazer enriquecimento ao rol de atividades na rotina de profissionais da área. Considerando a utilização de diferentes estratégias no processo ensino-aprendizagem de língua inglesa, o enfoque deste trabalho foi investigar como a utilização de jogos lúdico-didáticos é compreendida por professores em formação bolsistas do PIBID em sua prática docente. Para tanto, foram selecionadas três teorias para sustentá-la: jogos lúdico-didáticos no ensino de língua inglesa, formação de professores de línguas e a teoria do sociointeracionimo de Vygotsky no processo ensino-aprendizagem. Jogo é um tema bastante abordado na literatura da educação em suas mais diversas áreas: pedagógica (BROUGÈRE, 1998, KISHIMOTO, 2007, 2008; TEIXEIRA, 2010), infantil (KISHIMOTO, 1994), matemática (CORBALÀN, 1994) e, neste trabalho, possui um enfoque voltado para sua utilização no ensino-aprendizagem de língua inglesa. O PIBID é utilizado como contexto de pesquisa incluindo a participação de professores em formação, bolsistas do projeto, e a compreensão que eles têm perante a utilização de jogos lúdico-didáticos em suas rotinas diárias de trabalho. A investigação de cunho qualitativo se apoia na seguinte pergunta de pesquisa: Como professores em formação veem o uso de jogos lúdico-didáticos em sala de aula? Para sua elaboração, a pesquisa foi composta por uma oficina teórico-didática oferecida pela pesquisadora, semanalmente durante quatro meses e envolvendo a participação de doze bolsistas do PIBID e dois supervisores. Nas oficinas, buscou-se apresentar e discutir diversos temas voltados ao conceito de jogos e suas características no ensino de línguas, como o conceito de inteligências múltiplas, os canais de comunicação o conceito de criatividade para a sala de aula, principalmente inseridos no contexto do sistema de educação básica público no Estado de São Paulo. Os dados foram coletados nas oficinas por meio de gravações em áudio e também por meio de diários reflexivos redigidos pelos participantes das oficinas, questionários organizados pela pesquisadora e respondidos pelos mesmos participantes. A análise dos dados foi realizada por meio da categorização de elementos recorrentes nos diferentes instrumentos de coleta de dados e da triangulação das informações obtidas pela pesquisadora. As categorias mais frequentes nos diferentes instrumentos foram desinteresse dos alunos, jogos como forma de motivação, jogos como ampliação de vocabulário e estímulo à competição. Os resultados trazem reflexões para a área de ensino-aprendizagem de línguas e formação de professores no que tange à utilização de jogos lúdico-didáticos nas aulas de língua inglesa, apontando para a necessidade de se refletir juntamente com os professores em formação sobre a inserção desse tipo de atividade no planejamento de ensino, suas possibilidades didáticas e sua relação com a motivação dos alunos para a aprendizagem.
In the age of communication, the study of the teaching-learning process of the English language has opened up a range of possibilities for research to bring enrichment to the list of activities in the routine of professionals in the field. Considering the use of different strategies in the teaching-learning process of the English language, the focus of this work is to investigate how the use of ludic-didactic games is understood by studentteachers within the PIBID Program in their teaching practice. To do so, three theories were selected to support it: ludic-didactic games in the teaching of the English language, language teacher education and Vygotsky's sociocultural theory. Game in education is a widely addressed topic in the literature in its most diverse areas: pedagogical (BROUGÈRE, 1998, KISHIMOTO, 2007, 2008; TEIXEIRA, 2010), children (KISHIMOTO, 1994), mathematics (CORBALÀN, 1994) and, this work has a focus on its use in teaching and learning the English language. PIBID is the research context, including the participation of teachers in training and the understanding they have regarding the use of games in their teaching practice. This qualitative investigation is based on the following research question: How do teachers in training see the use of playful-didactic games in the classroom? The research consisted of a theoreticaldidactic workshop offered by the researcher, which took place weekly for four months and involved the participation of twelve PIBID student-teachers and two supervisors. The workshops sought to present and discuss various topics related to the concept of games and their characteristics in language teaching, such as the concept of multiple intelligences, communication channels, the concept of creativity for the classroom, especially connected to the context of the public basic education system in the State of São Paulo. Data were collected in the workshops through audio recordings and also through reflective journals written by the workshop participants, questionnaires organized by the researcher and answered by the same participants. Data analysis was performed by categorizing recurring elements in different data collection instruments and by triangulating the information obtained by the researcher. The most frequent categories in the different instruments were students' lack of interest, games as a form of motivation, games as vocabulary expansion, and stimulus for competition. The results bring reflections to the area of language teaching and learning and teacher education with regard to the use of playful-didactic games in English language classes, pointing to the need to reflect together with teachers in training about the insertion of this type of activity in teaching planning, its didactic possibilities and its relationship with students' motivation for learning.

Descrição

Palavras-chave

Formação de professores de línguas, Jogos lúdico-didáticos, PIBID

Como citar