Levantamento de 2018 a 2023 da concentração de metais em unha X cabelo em indivíduos expostos ambientalmente a metais

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-12-08

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Apesar de ser uma matriz muito fácil de se trabalhar, a unha é pouco usada em exames toxicológicos para metais porque, no Brasil, se dá preferência a cabelo ou pelo, como é feito no Centro de Informação e Assistência Toxicológica – CIATOX, do Instituto de Biociências de Botucatu da UNESP. Porém, internacionalmente, a unha tem sido explorada em exames e pesquisas como matriz promissora para análise de exposição ambiental a metais tóxicos, de controle dietético de minerais essenciais e, inclusive, como possível matriz de biomarcadores de doenças metabólicas. A unha incorpora moléculas e elementos metálicos circulantes no sangue ao longo de meses de crescimento, assim como o cabelo e pelo, e é amplamente aceito que marcadores de processos biológicos permanecem nas unhas. A unha oferece a possibilidade de uma análise histórica de metabólicos e também de estudar os agentes tóxicos externos aos quais uma pessoa foi exposta. Além de que a coleta das amostras é pouco invasiva, menos até que a de cabelo, pois unhas são fáceis de cortar, manipular, transportar e são feitas de material estável, podendo ser armazenadas em temperatura ambiente. Objetivo: levantar dados de pesquisas entre 2018 e 2023; comparar as concentrações de metais em unha e cabelo em indivíduos expostos ambientalmente como biomarcadores de médio e longo prazos; analisar se existe correlação entre as matrizes. Metodologia: levantamento em bancos de dados, tais como, NCBI PubMed e Google Acadêmico. A importância deste trabalho é que há poucos estudos sobre o assunto e, portanto, existe ainda várias perspectivas de pesquisa a serem desenvolvidas para a determinação dessas matrizes como referência de biomarcador de médio e longo prazos de exposição a metais.
Despite being a very easy matrix to work with, the nail is rarely used in toxicological tests for metals because, in Brazil, preference is given to hair, from the scalp ou from the body, as is done at the Toxicological Information and Assistance Center – CIATOX, of the Institute of Biosciences of Botucatu at UNESP. However, internationally, the nail has been explored in examinations and research as a promising matrix for analyzing environmental exposure to toxic metals, dietary control of essential minerals and even as a possible matrix for biomarkers of metabolic diseases. The nail incorporates molecules and metallic elements circulating in the blood throughout months of growth, just like hair and fur, and it is widely accepted that markers of biological processes remain in the nails. The nail offers the possibility of a historical metabolic analysis and also of studying the external toxic agents to which a subject has been exposed. In addition, sample collection is not very invasive, even less than that of hair, as nails are easy to cut, manipulate, transport and are made of stable material and can be stored at room temperature. Objective: collect research data between 2018 and 2023; compare metal concentrations in nails and hair in environmentally exposed individuals as medium and long-term biomarkers; analyze whether there is a correlation between the matrices. Methodology: survey in databases, such as NCBI PubMed and Google Scholar. The importance of this work is that there are few studies on the subject and, therefore, there are still several research perspectives to be developed to determine these matrices as a reference for medium and long-term biomarkers of exposure to metals.

Descrição

Palavras-chave

Análise de metais, Cabelo, Toxicologia, Unha

Como citar