Identificação e análise de colocações acadêmicas nas áreas de linguística, letras e engenharias

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2021-04-19

Autores

Cecílio, Giseli Aparecida

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Tendo em vista a crescente demanda de publicações de textos acadêmico-científicos e objetivando divulgar seus trabalhos em revistas, congressos, simpósios e seminários, muitos alunos de graduação e pós-graduação de diferentes áreas do conhecimento devem produzir, em português, resumos, artigos, pôsteres, além de suas dissertações ou teses. Todavia, escrever textos acadêmicos de qualidade é desafiador. Não raramente, os estudantes sentem-se limitados na produção textual, mesmo tendo a língua portuguesa como língua materna. Essa situação é agravada no caso dos estrangeiros que se propõem a estudar e escrever em português. Assim, obras lexicográficas e materiais didáticos baseados em corpus podem auxiliar no processo de aprendizagem, proporcionando aos discentes brasileiros ou estrangeiros ferramentas que visem o aprimoramento de sua escrita. Portanto, este estudo objetiva o levantamento das colocações acadêmicas de estruturas verbais e adjetivas que encontramos em comum, quanto à forma, nas áreas de Engenharias e Letras/Linguística, mas que não possuem o mesmo sentido, especializando-se em função da área de conhecimento. Além disso, visamos uma análise dessas colocações, encontradas nas duas áreas de investigação: no Subcorpus de Engenharias (CoPEP – KUHN; FERREIRA, 2020), com 441.591 vocábulos, e no Corpus da grande área de Letras e Linguística da língua portuguesa do Brasil, contendo 476.191 palavras, compilado para esta investigação. Para isso, temos como fundamentação teórica a Linguística de Corpus (BIBER; CONRAD; REPPEN, 1998; BEVILACQUA, 1996; KUHN; FERREIRA, 2020), a Fraseologia (CORPAS PASTOR, 1996; NESSELHAULF, 2005; TAGNIN, 2013; ORENHA-OTTAIANO, 2004, 2015, 2017, 2020) e a Lexicografia (BIDERMAN, 1998; ATKINS, 2008; RUNDELL, 2008). No que diz respeito aos aspectos metodológicos, contamos com o auxílio da ferramenta Sketch Engine (KILGARRIFF et al., 2004). Por meio do referido software, extraímos as colocações acadêmicas comuns às duas áreas e, na sequência, as descrevemos e analisamos sob o ponto de vista sintático-morfológico e léxicosemântico, com a finalidade de inseri-las na Plataforma On-line Dicionários de Colocações Acadêmicas (DICA) monolíngues em inglês e português do Brasil e Europeu, cujo projeto de pesquisa está investigação está inserida. Dessa maneira, a existência de um dicionário de colocações que se especialize na área acadêmica, com exemplos específicos em cada campo científico, poderá ser um instrumento valioso para graduandos e pós-graduandos brasileiros ou estrangeiros que almejem desenvolver sua escrita acadêmica na língua portuguesa do Brasil em uma área específica.
Considering the growing demand for academic-scientific text publications and aiming to disseminate their work in journals, conferences, symposia, and seminars, many undergraduate and graduate students from different areas of knowledge must produce abstracts, articles, posters in Portuguese, in addition to their dissertations or theses. However, writing quality academic texts is challenging. Not rarely, students feel limited in textual production, even in Portuguese as their mother tongue. This situation is aggravated in the case of foreigners who intend to study and write in Portuguese. Thus, corpus-based lexicographic works and didactic materials could assist in the learning process, providing Brazilian or international students with tools to improve their writing. Therefore, this study aims to survey the collocations we find in common, concerning the form, in the areas of Engineering and English/Linguistics, but which do not have the same meaning, specializing according to the area of knowledge. In addition, we aim to analyze these collocations found in the two research areas: one in the Engineering area corpus (CoPEP – KUHN; FERREIRA, 2020), with 441,591 words and another corpus in the area of English and Linguistics in the Brazilian Portuguese, containing 476,191 words, exclusively compiled for this investigation. Therefore, we have as theoretical framework: Corpus Linguistics (BIBER; CONRAD; REPPEN, 1998; BEVILACQUA, 1996; KUHN, 2018), Phraseology (CORPAS PASTOR, 1996; NESSELHAULF, 2005; TAGNIN, 2013; ORENHA-OTTAIANO, 2004, 2015, 2017, 2020) and Lexicography (BIDERMAN, 1998; ATKINS, 2008; RUNDELL, 2008). Regarding the methodological aspects, we use the Sketch Engine tool (KILGARRIFF et al., 2004). Using this software, we extract the academic collocations common to both areas, and we describe and analyze them under a syntactic-morphological and lexicalsemantic perspective, with the purpose of inserting them in Online Platform of Monolingual Academic Collocations Dictionaries of Brazilian and European Portuguese and English, whose research project this investigation is part of. Thus, the existence of a collocations dictionary that specializes within the academic area, and with specific examples in each scientific field, can be a valuable tool for Brazilian and foreign undergraduate and graduate students who wish to develop their academic writing in Brazilian Portuguese in a specific area.

Descrição

Palavras-chave

Fraseologia, Colocações, Dicionário, Linguagem acadêmica, Língua portuguesa, Phraseology, Collocations, Dictionary, Academic language, Portuguese language

Como citar