Efeitos da vibração, do plano de oscilação e de uma sessão de uso da haste vibratória sobre o controle postural de mulheres idosas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2015-08-06

Orientador

Scheicher, Marcos Eduardo

Coorientador

Pós-graduação

Desenvolvimento Humano e Tecnologias - IBRC

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

Because of sensory and motor changes with aging, elderly people show a reduced ability to maintain or restore the balance during standing posture. The mechanical vibration has been identified as an additional or alternative method for training or rehabilitation in different populations, including elderly. There are various devices and protocols for the application of vibration and among them, the vibration produced by the vibratory pole is distinguished by lower frequency of vibration achieved and the pole passive behavior, which vibration is not produced by external force, but by muscle contraction. Although have been reported some positive effects of the use of vibration on strength parameters, power, muscle activation and flexibility of older, yet its effects have not been investigated on postural control of elderly. In addition, there are no studies that investigated the isolated effect (controlled) of a vibratory pole, and there is no scientific recommendations on which pole oscillation plane would be best suited to optimize the stimulus of vibration on postural control. Therefore, the aim of this study was to analyze the effects of vibration, oscillation plane and a single session of the vibratory pole use on postural control of elderly women. These study included 32 older women (68 ± 5 years old), physically active, residents of Marilia-SP community. The experimental procedures were performed on a force platform, with sampling frequency of 100 Hz, in four conditions for each type of pole (vibratory or rigid - control): quiet standing posture pre pole use, standing posture with pole oscillating in the anteroposterior (a-p) direction in the transverse plane, standing posture with pole oscillating in the a-p direction in the sagittal plane and quiet standing posture immediately after pole use. Each condition consisted of 3 trials, lasting 30 s each with an interval of 40 s between them. It was given a 20 minutes rest between ...

Resumo (português)

Devido às alterações sensoriais e motoras decorrente do envelhecimento, indivíduos idosos apresentam uma redução na habilidade de manter ou reestabelecer o equilíbrio durante a postura ereta. A vibração mecânica tem sido apontada como um método adicional ou alternativo para treinamento ou reabilitação em diversas populações, incluindo-se a população idosa. Existem diversos equipamentos e protocolos para a aplicação da vibração e dentre eles, a vibração produzida pela haste vibratória se diferencia pela menor frequência de vibração alcançada e pelo comportamento passivo da haste, cuja vibração não é produzida por força externa, mas pela contração muscular. Embora já foram reportados alguns efeitos positivos do uso da vibração sobre parâmetros de força, potência, ativação muscular e flexibilidade de idosos, até o momento seus efeitos não foram investigados sobre o controle postural de idosos. Além disso, não foram encontrados estudos que investigaram o efeito isolado (controlado) do uso da haste vibratória, bem como não existem recomendações científicas sobre qual plano de oscilação da haste seria o mais adequado para otimizar o estímulo da vibração sobre o controle postural. Portanto, o objetivo deste estudo foi analisar os efeitos da vibração, do plano de oscilação e de uma sessão de uso da haste vibratória sobre o controle postural de mulheres idosas. Participaram deste estudo 32 mulheres idosas (68 ± 5 anos de idade), fisicamente ativas, moradoras da comunidade de Marília-SP. Os procedimentos experimentais foram realizados sobre uma plataforma de força, com frequência de amostragem de 100 Hz, em quatro condições para cada tipo de haste (vibratória ou rígida - controle): postura ereta quieta pré uso da haste, postura ereta com oscilação da haste na direção ântero-posterior (a-p) no plano transverso, postura ereta com oscilação da haste na direção a-p no plano...

Descrição

Idioma

Português

Como citar

CROZARA, Luciano Fernandes. Efeitos da vibração, do plano de oscilação e de uma sessão de uso da haste vibratória sobre o controle postural de mulheres idosas. 2015. 61. Tese - (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2015.