A educação ambiental na preservação de serpentes

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013

Autores

Jeronimo, Bruna Cristina [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A principal função do trabalho com o tema Meio Ambiente é contribuir para a formação de cidadãos conscientes, aptos para decidirem e atuarem na defesa de nossa biodiversidade. Observa-se em diversas regiões do Brasil a aceitação de um estereótipo negativo para todas as serpentes, que são geralmente consideradas como “animais perigosos”. Este trabalho teve como objetivo investigar aspectos do conhecimento sobre serpentes de adolescentes de uma escola municipal de Botucatu/SP, como também tentar mudar a imagem negativa que estes répteis carregam. O estudo foi realizado com alunos com idade entre 11-17 anos. O método de coleta de dados foi um questionário aplicado antes e após a visita ao CEVAP. Os resultados encontrados foram positivos, visto que após a visita houve um aumento de 14% entre os alunos que citaram as serpentes como seu animal favorito. Também foi observada uma diminuição tanto no número de alunos que temiam estes animais, como também entre os alunos que afirmaram anteriormente que os matariam. Apesar dos resultados positivos, ainda há muito a ser feito. A educação ambiental deve ser trabalhada diariamente em todos os níveis escolares, pois somente por meio dela conseguiremos salvar espécies da extinção

Descrição

Palavras-chave

Educação ambiental, Cobra, Proteção ambiental, Adolescentes – Pesquisa, Adolescentes e meio ambiente, Cobra venenosa

Como citar

JERONIMO, Bruna Cristina. A educação ambiental na preservação de serpentes. 2013. 1 CD-ROM. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Instituto de Biociências de Botucatu, 2013.