Oficinas para qualificação do apoio matricial em álcool e outras drogas na rede de atenção psicossocial

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-06-12

Autores

Jesus, Ricardo da Silva

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: o uso de álcool e outras drogas emerge como um grave problema de saúde pública, especialmente por sua incidência e prevalência causando efeitos maléficos à saúde da população. A presente pesquisa aborda este tema, elegendo como objeto de estudo, a qualificação acerca do apoio matricial em álcool e outras drogas para os trabalhadores e gestores dos serviços: Unidade Básica de Saúde (UBS) e Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas (CAPS AD III). Objetivo: implementar oficina de trabalho para qualificação dos profissionais de saúde dos serviços da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) acerca do apoio matricial em álcool e outras drogas. Método: estudo qualitativo, com referencial da pesquisa-ação. Participaram 45 profissionais dos serviços da RAPS, distribuídos entre Unidades Básicas de Saúde e do Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Outras Drogas III. Foram realizados três encontros interrelacionados e organizados segundo encontro de trabalho, cada um com duração de três horas. A Espiral Construtivista, uma metodologia problematizadora, orientou o desenvolvimento das atividades que compuseram os encontros. Identificação do nó crítico, por meio de coleta de informações utilizando a aplicação da Escala Atitudes Frente ao Álcool, ao Alcoolismo a Paciente com transtorno relacionado ao uso de Álcool (EAFAAA). No que se refere aos dados quantitativos, utilizou-se medidas de tendência central (média e mediana) e dispersão (amplitude e desvio padrão) para caracterização da amostra e para os desfechos da EAFAAA. O processamento utilizou o programa estatístico SAS, versão 9.4. Resultados: no primeiro encontro foram realizadas três atividades com a finalidade de identificar as concepções dos trabalhadores acerca da pessoa que consome álcool e outras drogas, bem como, as estratégias de cuidado utilizadas no cotidiano. O segundo encontro, por meio de três atividades, buscou refletir sobre abordagens à pessoa que consome álcool e outras drogas partindo de cenas do trabalho e, com isso, discutir habilidades de comunicação e de relacionamento. O encontro final objetivou reconhecer a RAPS, mapeá-la no cotidiano do trabalho; diagramar uma rede possível, considerando o agenciamento produzido pelos trabalhadores. A avaliação foi realizada ao término de cada encontro e sua devolutiva, realizada na oficina consecutiva, assimilando as sugestões e críticas. A percepção dos participantes ao fim das oficinas foi de que é possível o acolhimento, a ampliação do acesso, a integralidade da atenção relacionado a pessoa que enfrenta problemas devido ao consumo de álcool e outras drogas. Considerações finais: os encontros foram fundamentais para oportunizar a capacitação e a sensibilização dos participantes concernente ao cuidado com usuário de álcool e outras drogas. Desse modo, torna-se fundamental desenvolver estratégias que articulem a inserção da Saúde Mental na APS por meio do apoio matricial.
Introduction: the use of alcohol and other drugs emerges as a serious public health problem, especially due to its incidence and prevalence, causing harmful effects to the health of the population. The present research approaches this theme, choosing as an object of study, the qualification about the matrix support in alcohol and other drugs for workers and service managers: Basic Health Unit (UBS) and Psychosocial Care Center for Alcohol and Other Drugs (CAPS AD III). Objective: to implement a workshop to qualify health professionals from the services of the Psychosocial Care Network (RAPS) about matrix support for alcohol and other drugs. Method: qualitative study, with reference to action research. Participants were 45 professionals from the RAPS services, distributed among Basic Health Units and the Psychosocial Care Center – Alcohol and Other Drugs III. Three interrelated meetings were held and organized according to a working meeting, each lasting three hours. The Constructivist Spiral, a problematizing methodology, guided the development of the activities that made up the meetings. Identification of the critical node, through the collection of information using the Attitudes Towards Alcohol Scale, to Alcoholism to Patients with Alcohol Related Disorder (EAFAAA). With regard to quantitative data, measures of central tendency (mean and median) and dispersion (amplitude and standard deviation) were used to characterize the sample and for the EAFAAA outcomes. Processing used the SAS statistical program, version 9.4. Results: in the first meeting, three activities were carried out in order to identify the workers' conceptions about the person who consumes alcohol and other drugs, as well as the care strategies used in everyday life. The second meeting, through three activities, sought to reflect on approaches to people who consume alcohol and other drugs based on work scenes and, with that, discuss communication and relationship skills. The final meeting aimed to recognize RAPS, map it in daily work; diagram a possible network, considering the agency produced by the workers. The evaluation was carried out at the end of each meeting and its feedback was carried out in the consecutive workshop, assimilating the suggestions and criticisms. The perception of the participants at the end of the workshops was that it is possible to welcome, expand access, comprehensive care related to people who face problems due to the consumption of alcohol and other drugs. Final considerations: the meetings were essential to provide training and awareness among participants regarding care for users of alcohol and other drugs. Thus, it is essential to develop strategies that articulate the insertion of Mental Health in PHC through matrix support.

Descrição

Palavras-chave

Atenção Primária à Saúde, Saúde Mental, Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias, Alcoolismo, Primary Health Care, Mental health, Substance-Related Disorders, Alcoholism

Como citar