A hispânia tardo-antiga sob a ótica territorial: o conflito entre judeus e cristãos nicenos nos anos de 388-423 da E.C.

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-09-28

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Os séculos IV e V da Era Comum podem ser interpretados a partir de suas diversidades político-culturais. No tocante à religião cristã, este foi um período bastante conturbado pelo viés político-religioso: podemos afirmar a existência de variados tipos de cristianismos que requeriam para si o título de ortodoxo nesse período, bem como a existência de controvérsias e cismas teológicos envolvendo as diversas vertentes dissidentes desses credos cristãos. Inserimos nesse cenário as disputas territoriais entre os nicenos e os judeus na Hispânia, objeto desta pesquisa. Hipotetizamos que o quesito territorial refletia uma preocupação cristã, essencialmente nicena, em se autoafirmar na região a partir da construção de monumentos e da posse de bens imobiliários que era ameaçada pela presença de judeus na região. Para dar cabo de nossas análises, utilizar-se-ão as seguintes documentações textuais: a Carta sobre a Conversão dos Judeus (418) e o Livro VII da História Contra os Pagãos (416-417), de Paulo Orósio, o Código Teodosiano (séc. V) e as Atas do Concílio de Elvira (séc. IV). Temos em conta que as disputas territoriais entre os grupos em questão foram atravessadas diretamente por um conflito político-religioso mais amplo, envolvendo a situação dos nicenos ibéricos da época, assim como seus interesses e objetivos. Visamos explorar nesta Dissertação os conflitos materiais entre os cristãos nicenos e judeus, incluindo a tomada da sinagoga de Minorca, localizada na Província das Ilhas Baleares, e as questões simbólicas envolvidas nesse processo, bem como as noções de identidade e alteridade.
The 4th and 5th centuries of the Common Era can be interpreted through their political and cultural diversities. Regarding the Christian religion, this was a period greatly marked by political-religious biases: we can assert the existence of various forms of Christianity that claimed the title of orthodoxy during this period, as well as the existence of controversies and theological schisms involving the diverse dissenting branches of these Christian creeds. Within this scenario, we insert the territorial disputes between the Nicenes and the Jews in Hispania, the subject of this research. We hypothesize that the territorial aspect reflected a Christian concern, mainly Nicene, to assert itself in the region through the construction of monuments and ownership of real estate, which was threatened by the presence of Jews in the region. To carry out our analyses, we will use the following textual sources: the Letter on the Conversion of the Jews (418) and Book VII of History Against the Pagans (416-417) by Paulus Orosius, the Theodosian Code (5th century), and the Acts of the Council of Elvira (4th century). We acknowledge that the territorial disputes between the involved groups were directly influenced by a broader political-religious conflict, involving the situation of Iberian Nicenes of that time, as well as their interests and objectives. This Dissertation aims to explore the material conflicts between the Nicene Christians and Jews, including the seizure of the synagogue of Minorca, located in the Balearic Islands Province, and the symbolic issues involved in this process, as well as notions of identity and otherness.

Descrição

Palavras-chave

Judeus, Cristãos, Nicenos, Território, Alteridades, Identidades, Jews, Christians, Nicenes, Territory, Alterities, Identities

Como citar

SOTOCORNO, Ana Carolina Picoli. A HISPÂNIA TARDO-ANTIGA SOB A ÓTICA TERRITORIAL: o conflito entre judeus e cristãos nicenos nos anos de 388-423 da E.C. 2023. 151 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de História e Cultura Política, Departamento de História, Universidade Estadual Paulista, Franca, 2023.