Entrou por uma língua e saiu por outra -: contação de histórias em espanhol para crianças brasileiras

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-10-21

Autores

Rodrigues-Alves, Maria Sílvia [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A experiência como contadora de histórias e docente de língua espanhola foi determinante para a definição da temática deste trabalho. Na prática de contadora de histórias, percebemos que crianças têm grande intimidade com o ouvir/contar histórias e, no trabalho com o ensinoaprendizagem de língua espanhola com adultos brasileiros, vivenciamos situações que evidenciam a singular proximidade que se estabelece entre português e espanhol. No entanto, toda nossa experiência como professora referia-se a adultos. Mas como seria a recepção do espanhol no universo infantil? Seria possível aproveitar esse prazer das crianças pelas histórias e fazer desse caminho uma forma de introdução do espanhol como língua estrangeira para crianças falantes de português? Com esses questionamentos iniciais presentes, constatamos que há pouca bibliografia sobre a temática e, no percurso de nosso trabalho, buscamos fundamentação teórica em estudos sobre gêneros discursivos, linguística textual e em reflexões acerca das proximidades e distanciamentos que se estabelecem entre as línguas portuguesa e espanhola. Embasamo-nos em trabalhos de Bakhtin (2004), Bronckart (1999), Charaudeau (1992), Dolz & Schneuwly (1996), Marcuschi (2002), Fiorin (2006) e Perroni (1992) para a explanação sobre os limites e a abrangência do conceito de gênero; nas descrições feitas por Celada (2002), Fanjul (2002) e Almeida Filho (1995) para compreendermos as aproximações e distanciamentos entre as línguas espanhola e portuguesa; nos estudos de Marcuschi (2004) e Koch (2003) no que diz respeito às considerações acerca da relação entre fala e escrita. Formulamos da seguinte maneira nossas perguntas de pesquisa: 1. A prática de contação de histórias poderia ser caracterizada como um gênero discursivo na perspectiva bakhtiniana? Se sim, quais seriam suas características? 2. Este gênero...
The experience as a storyteller and a Spanish language teacher was crucial to define the theme of this study. In the storytelling practice, we have noticed that children are very close to listening to/telling stories and, by dealing with Brazilian adults in the Spanish language teaching-learning process, we come up with situations that show the noticeable proximity between Portuguese and Spanish. However, all of our experience as a teacher was related to adults. How would be the Spanish reception in the children’s universe? Would it be possible to take advantage of the children’s pleasure in stories and have it as a way to introduce the Spanish language as a foreign language to children who speak Portuguese? Having these questions in mind, we noticed that there is lack of bibliography about this theme and, throughout the study, we search for theoretical base through the studies of the discursive genres, the textual linguistics and reflections on the proximity and distance between Portuguese and Spanish languages. This research was based on the following studies: Bakhtin (2004), Bronckart (1999), Charaudeau (1992), Dolz & Schneuwly (1996), Marcushi (2002), Fiorin (2006) and Perroni (1992) to explain the limits and the involvement of the genre concept; the descriptions made by Celada (2002), Fanjul (2002) and Almeida Filho (1995) to understand the proximity and distance between Portuguese and Spanish languages; Marcushi (2004) and Koch (2003) who talk about the relationship between speaking and writing. The questions of the research were formulated like the following ones: Could the storytelling practice be characterized like a discursive genre according to Bakhtin’s perspective? If so, What would be the characteristics? Would this genre, which is very familiar with the children’s universe and connected... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Lingua espanhola, Lingua espanhola - Gênero, Crianças - Brasil, Discursive genre, Storytelling practice, Spanish language

Como citar

RODRIGUES-ALVES, Maria Sílvia. Entrou por uma língua e saiu por outra -: contação de histórias em espanhol para crianças brasileiras. 2009. 201 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, 2009.