O efeito da fumaça aerossol na germinação e no desenvolvimento de plântulas de espécies do Cerrado

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-05-25

Autores

Martins, Raquel Gasparini [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Em vegetações inflamáveis o fogo é um distúrbio natural e as espécies presentes nessas vegetações apresentam adaptações, as quais possibilitam a permanecia do indivíduo após a passagem do fogo. Além do fogo, a fumaça possui compostos químicos capazes de estimular a germinação e influenciar no desenvolvimento da plântula. O Cerrado é uma vegetação inflamável, portanto, esse projeto visou compreender o efeito da fumaça na germinação e no desenvolvimento da plântula de espécies do Cerrado. Para isso, foi aplicada a fumaça aerossol nas sementes e nas plântulas. As sementes tiveram a germinação acompanhada por 30 dias e as plântulas por 9 meses. Os seguintes atributos de germinação e de plântula foram medidos: porcentagem de germinação, tempo médio de germinação, sincronia de germinação, comprimento aéreo (CA) e radicular (CR), peso aéreo (PA), peso radicular (PR), peso do órgão (PO), número de folhas, perfilhos e ramos. As medições das plântulas foram realizadas após 1, 3, 6 e 9 meses a partir da aplicação do tratamento. O índice de vigor da plântula (IVP) também foi medido para plântulas com 7 e 14 dias de vida. Dentre as 37 espécies, 32.44% responderam a fumaça: 5.4% aumentaram e 2.7% diminuíram a germinação, 13.5% germinaram mais rápido e 8.1% germinaram mais devagar, 2.7% germinaram sincronicamente e 5.4% germinaram assincronicamente. Entretanto, 67.56% não tiveram diferença nos atributos de germinação em comparação ao controle. Em relação ao vigor medido no 7º dia após a protrusão da raiz, dentre as 8 espécies estudadas em resposta ao tratamento: 12,5% aumentaram o IVP, o CA e CR; 25% diminuíram o IVP; 12,5% diminuíram o CR e 25% diminuíram o CA. Quando o vigor foi medido no 14º dia após a germinação, dentre as 8 espécies em resposta à fumaça: 12,5% aumentaram o IVP, 50% diminuíram o IVP, 12,5% aumentaram o CR, 25% diminuíram o CR e 12,5% diminuíram o CA. Dentre as 3 espécies de plântulas expostas à fumaça, somente as plântulas de Sporobolus cubensis com 3 meses de idade apresentaram: CR, CA, PR e PA menores em relação ao controle. Entretanto, as plântulas de Dyckia brasiliana com 6 meses de idade, apresentaram maior PA quando expostas à fumaça. Logo, é possível concluir que a fumaça tem efeito diferente de acordo com a fase de vida em que a planta é exposta à fumaça
In flammable vegetables or fire is a natural disorder and the species present in these vegetations have adaptations, which makes it possible for the individual to remain after the passage of fire. In addition to fire, smoke has chemicals capable of stimulating germination and influencing seedling development. Cerrado is a flammable vegetation, therefore, this project aims to understand the effect of smoke on germination and seedling development of Cerrado species. For this, an aerosol smoke was applied to the seeds and seedlings. The seeds had their germination monitored for 30 days and the seedlings for 9 months. The following germination and seedling attributes were measured: germination percentage, mean germination time, germination synchrony, aerial (CA) and root (CR) length, aerial weight (AP), root weight (PR), organ weight (PO), number of leaves, profiles and branches. The proportions of the seedlings were carried out after 1, 3, 6 and 9 months from the application of the treatment. The seedling vigor index (SVI) was also measured for 7- and 14-day-old seedlings. Among the 37 species, 32.44% responded to smoke: 5.4% increased and 2.7% decreased germination, 13.5% germinated faster and 8.1% germinated slower, 2.7% germinated synchronously and 5.4% germinated asynchronously. However, 67.56% had no difference in germination attributes compared to the control. Regarding the vigor measured on the 7th day after root protrusion, among the 8 scientific species in response to treatment: 12.5% increased IVP, CA and CR; 25% decreased PIV; 12.5% decreased CR and 25% decreased CA. When vigor was measured on the 14th day after germination, among the 8 species in response to smoke: 12.5% increased IVP, 50% decreased IVP, 12.5% increased CR, 25% decreased CR, and 12 .5% decreased CA. Among the 3 species of seedlings exposed to smoke, only seedlings of Sporobolus cubensis with 3 months of age were the same: CR, CA, PR and PA smaller in relation to the control. However, 6-month-old Dyckia brasiliana seedlings had higher BP when exposed to smoke. Therefore, it is possible to conclude that smoke has a different effect according to the life stage in which the plant is exposed to smoke.

Descrição

Palavras-chave

Cerrado, Fogo, Pós-fogo, Germinação, Atributos de germinação, Vigor, Plântula, Fumaça, Fire, Post-fire, Germination, Germination attributes, Seedling, Smoke

Como citar