Show simple item record

dc.contributor.advisorMendes-Giannini, Maria José Soares [UNESP]
dc.contributor.authorOliveira, Haroldo Cesar de [UNESP]
dc.date.accessioned2015-06-17T19:34:02Z
dc.date.available2015-06-17T19:34:02Z
dc.date.issued2014-04-28
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Haroldo Cesar de. Caracterização e identificação de moléculas de superfície presentes em Paracoccidioides spp. 2014. 155 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Farmacêuticas, 2014.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/123823
dc.description.abstractThe Paracoccidioides genus consists of dimorphic fungi, etiologic agents of paracoccidioidomycosis (PCM). Currently, phylogenetic studies divide the Paracoccidioides genus in two species named Paracoccidioides brasiliensis and Paracoccidioides lutzii. The first is divided in three phylogenetic species, S1, PS2 and PS3 and the second is named Pb01-like. The correct molecular taxonomy of this fungus has opened new possibilities for the study and understanding of their relationships with their hosts. The fungi of the Paracoccidioides genus have some features that allow their growth in adverse conditions provided by the host, which may contribute to disease development and it have mechanisms that enable them to adhere and invade host tissues. Adhesion is provided by a particular class of proteins present in the cell wall called adhesins, capable of mediating interactions with the fungal host tissues during infection. Differences in adhesion are responsible for increased virulence/pathogenicity of an isolate in relation to others. The goal of this study was to contribute to a better knowledge of the superficial components of the species of Paracoccidioides genus e its influence in the fungi virulence. For this, we analyzed the adhesion profile and the adhesins expression during the interaction of the fungi with the host, cloned and expressed the CS protein, in a heterologous system, which may be involved in virulence of Paracoccidioides spp. as well as characterize and identify molecules capable of inhibit the adhesion of Paracoccidioides spp. using a Phage Display system. So, when we evaluated the adhesion profile of the species P. brasiliensis and P. lutzii, as well as the analysis of the expression of genes coding adhesins by Real Time PCR, it has been founded a high heterogeneity of behavior in the different species, showing that the adhesins 14-3-3 and enolase are the most used ones adhesins by the pathogen, independent of the strain ...en
dc.description.abstractO gênero Paracoccidioides consiste de fungos dimórficos, agentes etiológicos da paracoccidioidomicose (PCM). Atualmente, estudos filogenéticos dividem o gênero Paracoccidioides em duas espécies denominadas Paracoccidioides brasiliensis e Paracoccidioides lutzii. A primeira é dividida em três espécies filogenéticas S1, PS2 e PS3, e a segunda é chamada de Pb01-like. A correta taxonomia molecular do gênero abriu novas possibilidades para o estudo e compreensão de suas relações com seu hospedeiro. Os fungos do gênero Paracoccidioides têm algumas características que permitem o seu crescimento em condições adversas, que podem contribuir para o desenvolvimento da doença, e têm mecanismos que lhes permitem aderir e invadir os tecidos do hospedeiro. A adesão ocorre através de uma classe específica de proteínas presentes na parede celular, essas proteínas são chamadas adesinas, e são capazes de mediar interações do fungo com os tecidos do hospedeiro durante a infecção. Diferenças na adesão são responsáveis pelo aumento da virulência/patogenicidade de um isolado em relação aos outros. O objetivo deste trabalho foi contribuir para ao maior conhecimento de componentes superficiais de espécies do gênero Paracoccidioides e sua influência na virulência. Para tanto, foram analisados os perfis de adesão e expressão de adesinas, bem como a clonagem e expressão heteróloga da proteína CS (Cell surface protein) que pode estar envolvida na virulência de Paracoccidioides spp e a caracterização e identificação de moléculas por phage display com capacidade de inibir a ligação de Paracoccidioides spp. Assim, ao se avaliar o perfil de adesão das espécies P. brasiliensis e P. lutzii bem como uma análise da expressão de genes codificantes de adesinas previamente caracterizadaspor PCR em Tempo Real, verificou-se alta heterogeneidade de comportamento nas diferentes espécies em relação à adesão, mostrando ainda ...pt
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
dc.format.extent155 f : tabs, figs.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.sourceAleph
dc.subjectFungospt
dc.subjectParacoccidioides brasiliensispt
dc.subjectParacoccidioidomicosept
dc.subjectMicosespt
dc.subjectVirulencia (Microbiologia)pt
dc.subjectFungipt
dc.titleCaracterização e identificação de moléculas de superfície presentes em Paracoccidioides spppt
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.description.sponsorshipIdFAPESP: 2011/18038-9
dc.description.sponsorshipIdCNPq: CNPQ403586/2012-7
unesp.graduateProgramBiociências e Biotecnologia Aplicadas à Farmácia - FCFARpt
unesp.knowledgeAreaAnálises clínicaspt
unesp.researchAreaBases fisiopatológicas das doenças: aspectos celulares, moleculares e epidemiológicospt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Araraquarapt
dc.identifier.aleph000829993
dc.identifier.filehttp://www.athena.biblioteca.unesp.br/exlibris/bd/cathedra/28-05-2015/000829993.pdf
dc.identifier.capes33004030081P7
dc.identifier.orcid0000-0002-8059-0826
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record