Show simple item record

dc.contributor.advisorSantos, Daniela Micheline dos [UNESP]
dc.contributor.authorVechiato Filho, Aljomar José [UNESP]
dc.date.accessioned2017-01-06T13:28:37Z
dc.date.available2017-01-06T13:28:37Z
dc.date.issued2016-12-15
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/147086
dc.description.abstractDevido ao alto conteúdo cristalino na composição da zircônia, o condicionamento com ácido hidrofluorídrico não é capaz de promover as alterações topográficas necessárias na superfície da zircônia para promover adequadamente retenção micromecânica com os cimentos resinosos. Esse fato faz com que adesão da zircônia com tais cimentos seja pequena e problemática. Atualmente, não existe um protocolo bem estabelecido para a cimentação da zircônia (Y-TZP) com cimentos resinosos. Os plasmas de baixa temperatura (PBT) podem ser uma alternativa para os problemas clínicos relacionados à adesão. O objetivo do presente estudo foi caracterizar a superfície da Y-TZP exposta ao tratamento com plasmas de metano (CH4) ou submetida à aplicação de primer para ligas metálicas e ainda a associação de ambos os métodos, além de avaliar o efeito do tratamento com PBT na força de adesão da Y-TZP com dois cimentos resinosos. Um total de 235 discos de Y-TZP (8 × 2 mm) foram divididos em 5 grupos: Co (controle, sem tratamento de superfície), Pr (primer), PBT (plasma de metano), Pr + PBT e PBT + Pr. O efeito do tipo de tratamento na energia de superfície, morfologia, topografia e composição química da Y-TZP foi investigado. Os discos foram cimentados com substratos de resina composta utilizando Panavia F2.0 e Rely X U200. A análise de força de união (n = 10) foi realizada em uma máquina de ensaio universal com velocidade de 1mm/min, antes e depois da termociclagem (5-55°C, 2.000 ciclos) nos espécimes cimentados. Os resultados foram analisados com ANOVA um e três fatores e teste de Bonferroni (α = .05). PBT alterou a energia de superfície e rugosidade dos discos de Y- TZP. As análises de MEV-EDS e XPS mostraram a presença de um filme fino orgânico, o  qual melhorou os resultados de adesão quando o Rely X U200 foi utilizado, sendo que o tratamento com primer foi mais efetivo para o Panavia F2.0. A termociclagem reduziu significativamente os resultados de adesão dos grupos PBT e Pr + PBT cimentados com Rely X U200 e Pr e dos grupos PBT + Pr cimentados com Panavia F2.0. O plasma de metano melhoraram a força de adesão entre Rely X U200 e os discos de Y-TZP e também demonstraram ser resistentes à hidrólise da água, sendo que o Panavia F2.0 demonstrou melhores resultados quando associado ao primer.pt
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectZircôniopt
dc.subjectCimentos de resinapt
dc.subjectResistência ao cisalhamentopt
dc.titleAnálise superficial e resistência de união entre zircônia e cimentos resinosos após tratamento de superfície com plasma de baixa temperatura e/ou primer metálicopt
dc.title.alternativeSurface analysis and shear bond strength of zirconia on resin cements after non- thermal plasma treatment and/or primer application for metallic alloysen
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.description.sponsorshipIdFAPESP: 2014/11602-4
unesp.graduateProgramOdontologia - FOApt
unesp.knowledgeAreaPrótese dentáriapt
unesp.researchAreaFundamentos de prótese dentáriapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Odontologia, Araçatubapt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000878028
dc.identifier.capes33004021011P0
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record