Show simple item record

dc.contributor.advisorBertoz, André Pinheiro de Magalhães [UNESP]
dc.contributor.authorRodrigues, Cesar Diogo Benichio. [UNESP]
dc.date.accessioned2022-07-14T19:42:18Z
dc.date.available2022-07-14T19:42:18Z
dc.date.issued2017-08-18
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/235622
dc.description.abstractA má oclusão de Classe II normalmente é relacionada com alterações tridimensionais como a atresia maxilar, palato ogival e a discrepância sagital anteroposterior. O componente esquelético anteroposterior mais comum é a retrusão esquelética mandibular. O objetivo desta pesquisa foi estudar e quantificar as alterações dimensionais transversais da maxila e da mandíbula e correlaciona-las com as alterações anteroposteriores presentes na Classe II, divisão 1 e retrusão mandibular utilizando-se modelos de gesso de 36 pacientes em crescimento (18 meninas e 18 meninos) com idade média de 11.2 anos (DP= 1.8) da Disciplina de Ortodontia Preventiva da Faculdade de Odontologia de Araçatuba. Medidas foram realizadas manualmente utilizando compasso de ponta seca e paquímetro digital. Os dados foram analisados pela Análise de Variância (ANOVA) à um nível de significância de 5% e pela análise de Regressão para estudar a correlação entre os mesmos. Os resultados obtidos no presente trabalho demonstram que realmente existe relação entre a atresia maxilar, a profundidade do palato e o grau da má oclusão de Classe II, divisão 1°. Após a análise do seguinte estudo, e seus resultados, podemos concluir que existe relação entre as alterações dimensionais dos arcos dentários e a má oclusão de Classe II, divisão 1º e retrognatismo mandibular em pacientes em crescimento.pt
dc.description.abstractClass II malocclusion is usually related to three-dimensional alterations such as maxillary atresia, ogival palate and anteroposterior sagittal discrepancy. The most common anteroposterior skeletal component is mandibular skeletal retrusion. The objective of this research was to study and quantify the transversal dimensions of the maxilla and mandible and correlate them with the anteroposterior alterations present in Class II, division 1 and mandibular retrusion using gypsum models of 36 growing patients (18 girls and 18 boys) with a mean age of 11.2 years (DP = 1.8) of the Discipline of Preventive Orthodontics of the Faculty of Dentistry of Araçatuba. Measurements were performed manually using dry-point compass and digital caliper. Data were analyzed by Analysis of Variance (ANOVA) at a significance level of 5% and by Regression analysis to study the correlation between them. The results obtained in the present study demonstrate that there really is a relationship between maxillary atresia, depth of the palate and the degree of Class II malocclusion, division 1 °. After analyzing the following study, and its results, we can conclude that there is a relationship between dimensional changes of the dental arches and Class II malocclusion, division 1 and mandibular retrognathism in growing patients.en
dc.description.sponsorshipNão recebi financiamento
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.subjectMá oclusão de Angle Classe IIpt
dc.subjectModelos dentáriospt
dc.subjectOrtodontia interceptorapt
dc.subjectMalocclusion, Angle Class IIen
dc.titleEstudos das dimensões dos arcos dentários em crianças com má oclusão de Classe II, divisão 1° e retrognatismo mandibularpt
dc.title.alternativeStudy of the dimension of the dental arches in patients with class II malocclusion, division 1° and mandibular retrognathismen
dc.typeTrabalho de conclusão de curso
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Odontologia, Araçatubapt
unesp.undergraduateOdontologia - FOApt
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record