Show simple item record

dc.contributor.authorPalladini, Luiz Antonio
dc.contributor.authorRaetano, Carlos Gilberto [UNESP]
dc.contributor.authorVelini, Edivaldo Domingues [UNESP]
dc.date.accessioned2014-05-20T15:15:32Z
dc.date.available2014-05-20T15:15:32Z
dc.date.issued2005-10-01
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0103-90162005000500005
dc.identifier.citationScientia Agricola. São Paulo - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, v. 62, n. 5, p. 440-445, 2005.
dc.identifier.issn0103-9016
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/29672
dc.description.abstractAs substâncias traçadoras são usadas para avaliar a eficácia de pulverizações mas, normalmente, elas modificam a tensão superficial de soluções aquosas. O trabalho objetivou definir um método para avaliar a distribuição e a quantidade de produto depositada em pulverizações, utilizando-se substâncias traçadoras, com a possibilidade de ajustar a tensão superficial da calda. Foram testados os produtos Azul Brilhante a 0,15%, Saturn Yellow a 0,15% suspenso em lignosulfonato Vixilperse a 0,015% e a Fluoresceína Sódica a 0,005%, e as misturas de Azul Brilhante mais Saturn Yellow e Azul Brilhante mais Fluoresceína, nas mesmas concentrações. Para avaliar a degradação as soluções com os produtos foram depositados sobre folhas de citros e avaliados as quantidades através da leitura de unidade de fluorescência e densidade óptica, das soluções sem secar, secas no escuro, exposta ao sol por 2, 4 e 8 horas e comparadas com as leituras obtidas com os depósitos direto em água. A tensão superficial da solução traçadora foi determinada pela passagem de gotas formadas no período entre 20 e 40 segundos. A mistura do Azul Brilhante mais o Saturn Yellow a 0,15%, não apresentou degradação em todas as condições de avaliação, não foi absorvida pelas folhas e manteve a solução na mesma tensão superficial da água, possibilitando ajustá-la aos mesmos níveis das concentrações dos produtos fitossanitários. Isto proporcionou o estabelecimento de um método qualitativo pela avaliação visual sobre luz ultravioleta da distribuição do pigmento e quantitativo com a determinação da quantidade depositada do corante numa mesma solução, em diferentes tensões superficiais na calda de pulverização.pt
dc.description.abstractTracer substances, used to evaluate spraying effectiveness, ordinarily modify the surface tension of aqueous solutions. This study aimed to establish a method of using tracers to evaluate distribution and amount of spray deposits, adjusted to the surface tension of the spraying solution. The following products were tested: 0.15% Brilliant Blue, 0.15% Saturn Yellow in 0.015% Vixilperse lignosulfonate, and 0.005% sodium fluorescein, and mixtures of Brilliant Blue plus Saturn Yellow and Brilliant Blue plus sodium fluorescein at the same concentrations. Solutions were deposited on citrus leaves and stability was determined by measuring fluorescence and optical density of solutions without drying, dried in the dark and exposed to sunlight for 2, 4 and 8 h. These values were compared to those obtained directly in water. The static surface tension of the tracer solution was determined by weighing droplets formed during a period of 20 to 40 seconds. The Brilliant Blue and Saturn Yellow mixture at 0.15% was stable under all conditions tested. It was not absorbed by the leaves and maintained the same surface tension as that of water, thus permitting concentration adjustment to the same levels used for agrochemical products, and allowing the development of a qualitative method based on visual evaluation of the distribution of the pigment under ultraviolet light and of a quantitative method based on the determination of the amount of the dye deposited in the same solution. Spray deposition could be evaluated at different surface tensions of the spraying solution, simulating the effect of agrochemical formulations.en
dc.format.extent440-445
dc.language.isoeng
dc.publisherUniversidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ)
dc.relation.ispartofScientia Agricola
dc.sourceSciELO
dc.subjectaplicação de pesticidaspt
dc.subjectavaliação da deposiçãopt
dc.subjecttraçadorpt
dc.subjectcitrospt
dc.subjectpesticide applicationen
dc.subjectdeposition assessmenten
dc.subjecttraceren
dc.subjectcitrus treesen
dc.titleChoice of tracers for the evaluation of spray depositsen
dc.title.alternativeEscolha de traçadores para avaliação de depósitos de pulverizaçãopt
dc.typeArtigo
dc.contributor.institutionEmpresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI)
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.description.affiliationEPAGRI Estação Experimental de Caçador
dc.description.affiliationUNESP FCA Depto. de Produção Vegetal/Defesa Fitossanitária
dc.description.affiliationUnespUNESP FCA Depto. de Produção Vegetal/Defesa Fitossanitária
dc.identifier.doi10.1590/S0103-90162005000500005
dc.identifier.scieloS0103-90162005000500005
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatupt
dc.identifier.fileS0103-90162005000500005.pdf
dc.identifier.lattes1801932562729311
dc.identifier.lattes9855493448161702
dc.identifier.orcid0000-0003-0431-5942
unesp.author.lattes1801932562729311[2]
unesp.author.lattes9855493448161702[3]
unesp.author.orcid0000-0003-0431-5942[3]
unesp.author.orcid0000-0001-8897-9310[2]
dc.relation.ispartofsjr0,578
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record