Show simple item record

dc.contributor.advisorNavarro, Anderson Marliere [UNESP]
dc.contributor.authorKomatsu, Camila Gomes [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:23:25Z
dc.date.available2014-06-11T19:23:25Z
dc.date.issued2012-12-14
dc.identifier.citationKOMATSU, Camila Gomes. Estado nutricional e perfil bioquímico de zinco e selênio em pacientes com deficiência de UgA. 2012. 60 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Farmacêuticas, 2012.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/88339
dc.description.abstractA deficiência da imunoglobulina A (IgA) é definida como níveis séricos de IgA menores que 7mg/dL na presença de níveis séricos normais de IgG e IgM em indivíduos com idade maior que 4 anos. Seus sintomas podem estar associados com doenças como alergias, auto-imunidade, neoplasias e infecções. Diversos nutrientes têm sido descritos por exercerem papel no sistema imunológico, entre eles os minerais zinco e selênio. A deficiência do zinco pode comprometer o sistema imunológico e aumentar a suscetibilidade para doenças graves. Há comprometimento tanto da imunidade inata quanto adaptativa, aumentando a suscetibilidade a infecções por vários patógenos.O selênio é essencial para o funcionamento eficiente de muitos aspectos do sistema imunológico em humanos, e suas funções provavelmente são derivadas das proteínas contendo selênio (selenoproteínas). O presente estudo teve por objetivo avaliar os perfis antropométrico, bioquímico, nutricional e o status de zinco e selênio de pacientes deficientes em IgA, bem como avaliar uma possível correlação entre os micronutrientes avaliados com o estado nutricional. Somente 1 indivíduo apresentou déficit nutricional em relação à antropometria. O consumo de zinco se mostrou adequado em quase toda a amostra (75% das crianças, adolescentes e adultos), assim como ocorreu com o selênio (87,5% de todos os indivíduos), o que condiz com os níveis plasmáticos dos minerais (com níveis adequados de selênio em todos os participantes e de zinco em quase todos). Entretanto, os níveis eritrocitários mostram deficiência de ambos os oligoelementos. Apesar de a amostra estudada não apresentar déficit nutricional relativo à antropometria, há deficiência dos minerais analisados nos eritrócitospt
dc.description.abstractThe deficiency of immunoglobulin A (IgA) is defined as serum IgA levels lower than 7mg/dL in the presence of normal serum IgG and IgM levels in individuals older than four years. Your symptoms may be associated with diseases such as allergies, autoimmunity, cancer and infections.Several nutrients have been described by exercising role in the immune system, including the minerals zinc and selenium.The zinc deficiency can compromise the immune system and increase susceptibility to serious illnesses. Both innate and adaptive immunity are compromised, increasing susceptibility to infection by various pathogens. Selenium is essential for the efficient operation of many aspects of the immune system in humans, and their functions are probably derived from proteins containing selenium (selenoproteins). The present study aimed to evaluate the anthropometric, biochemical, and nutritional profiles and the status of zinc and selenium in IgA-deficient patients, and to evaluate a possible correlation between the micronutrients assessed nutritional status.Only one subject showed malnutrition in relation to anthropometry. The zinc intake was adequate in almost the entire sample (75% of children, adolescents and adults), as with selenium (87.5% of all individuals), which is consistent with the plasma levels of minerals (with adequate levels of selenium in all participants and zinc in almost all). However, levels of both trace elements were deficient in the erythrocyte. Although the sample has not shown nutritional deficit based on anthropometry, there is a deficiency of minerals analyzed in erythrocytesen
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.description.sponsorshipUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.format.extent60 f. : grafs.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectZinco - Efeito fisiologicopt
dc.subjectSelenio - Efeito fisiologicopt
dc.subjectNutrição - Avaliaçãopt
dc.subjectImunoglobulina Apt
dc.subjectZinc - Physiological effectpt
dc.titleEstado nutricional e perfil bioquímico de zinco e selênio em pacientes com deficiência de UgApt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramAlimentos e Nutrição - FCFARpt
unesp.knowledgeAreaCiência dos alimentospt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Araraquarapt
dc.identifier.aleph000706724
dc.identifier.file000706724.pdf
dc.identifier.capes33004030055P6
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record