Variabilidade genética para o teor de óleo entre progênies autofecundadas de mamona (Ricinus cummunis L.) da cultivar guarani

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2003

Autores

Myczkowski, Mirina Luiza [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo avaliar a variabilidade genética para teor de óleo entre progênies autofecundadas da cultivar de mamona Guarani. O material utilizado foi constituído de 135 progênies obtidas de plantas individuais, por meio de autofecundações artificiais, divididas em três experimentos e parcelas com 10m2. As avaliações foram realizadas em duas localidades, em Araçatuba - SP e em São Manuel - SP, na Fazenda Experimental São Manuel, da Faculdade de Ciências Agronômicas – UNESP/Botucatu. Foi avaliado o teor de óleo obtido por meio do método químico Soxhlet. Para cada localidade foram realizadas análises estatísticas segundo o delineamento de blocos ao acaso e também uma análise conjunta para os dois locais. Foram determinados os parâmetros genéticos, variância genética e coeficiente de herdabilidade. Os quadrados médios da interação de progênies por locais avaliadas na análise conjunta foram significativos a 5% de probabilidade pelo teste F em todos os experimentos, o que define a existência de comportamento diferencial de progênies em relação aos locais quanto ao teor de óleo. Os quadrados médios da análise de variância entre progênies dentro de locais apresentaram significância a 5% de probabilidade pelo teste F em todos os experimentos de Araçatuba, mostrando a existência de diferenças genéticas entre progênies, já nos experimentos de São Manuel os quadrados médios não foram significativos indicando assim ausência ou baixa variabilidade genética para teor de óleo. A média de teor de óleo, em São Manuel foi 43,22%, variando de 34,87% a 49,24%. Em Araçatuba, a média foi 43,59%, variando de 30,24% a 53,60%. A variância genética e o coeficiente de herdabilidade foram, respectivamente 0.32 e 0,10 para São Manuel e 4,87 e 0,44 para Araçatuba. Estes valores mostram a possibilidade de sucesso na seleção para teor de óleo nas condições de Araçatuba.
The purpose of the research was to evaluate the genetic variability for oil content among lines of castor bean, cv. Guarani. Using artificial self- fertilizations, 135 lines were obtained from individual plants and tested in two locations in the state of São Paulo : Araçatuba and São Manuel, utilizing randomized block design with three replications and plots with 10m2. Oil content was determined by the Soxhlet chemical method. Individual and joint analysis of variance were made to estimate genetic parameters. The mean squares of the line x location interaction were significant by the F test with 5% of probability, that demonstrated the existence of differential behavior of lines due locations for oil content. The mean squares of the variance analysis among lines were significant by the F test with 5% of probability in Araçatuba, showing the existence of genetic differences among lines. However, in São Manuel, the mean squares were not significant, showing absence or low genetic variability for oil content. Average of line oil content, in São Manuel was 43.22% (from 34.87% to 49.24%). In Araçatuba the oil content mean was 43.59% (from 30.24% to 53.6%). Genetic variance and heritability coefficients were respectively 0.32 and 0.10 for São Manuel and 4.87 and 0.44 for Araçatuba. Those values show the possibility to improve the oil content by selection in Araçatuba conditions.

Descrição

Palavras-chave

Mamona, Variability, Heritability

Como citar

MYCZKOWSKI, Mirina Luiza. Variabilidade genética para o teor de óleo entre progênies autofecundadas de mamona (Ricinus cummunis L.) da cultivar guarani. 2003. v, 33 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, 2003.