Avaliação in vitro da resistência de união em dentina irradiada com o laser de Er:Yag, mediante a aplicação de diferentes sistemas adesivos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2002-03-04

Orientador

Neto, Sizenando de Toledo Porto
Bagnato, Vanderlei Salvador

Coorientador

Pós-graduação

Ciências Odontológicas - FOAR

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência que o laser de Er:YAG exerce sobre a resistência de união do material restaurador ao substrato dentinário, associando-se a diferentes sistemas adesivos. Para isto foram avaliados 30 molares humanos livres de cárie divididos em três grupos experimentais, utilizando o laser de Er:YAG com uma energia de 260 mJ/10Hz e três grupos controles, em que foram aplicados os seguintes tratamentos: G1) laser, ácido fosfórico a 37%, Excite/Vivadent; G2) controle, ácido fosfórico a 37%, Excite/Vivadent; G3) laser, sistema adesivo Prompt L-pop/Espe; G4) controle, Prompt L-pop;/Espe; G5) laser, ácido fosfórico a 37%, Single Bond/3M; G6) controle, ácido fosfórico a 37%, Single Bond/3M. Todas as amostras foram restauradas com a resina composta Tetric Ceram/Vivadent, termocicladas em 550 ciclos e cortadas, obtendo-se espécimes de mais ou menos 1mm,2 para serem levados a uma Máquina de Testes Universal onde foi realizado o ensaio de microtração. Os tipos de fraturas ocorridos foram analisados mediante microscopia óptica digital e as fraturas mais representativas foram levadas à microscopia eletrônica de varredura. Os resultados mostraram que o sistema laser de Er:YAG apresentou as menores médias de tensão de ruptura, independente do sistema adesivo utilizado. O sistema adesivo Prompt l-pop mostrou resistência adesiva estatisticamente menor em relação aos outros sistemas adesivos estudados. Não houve diferença estatística entre os sistemas adesivos Single Bond e Excite. A maior parte das fraturas encontradas para todos os grupos foram do tipo adesiva.

Resumo (inglês)

The aim of this study is to evaluate the influence of the laser Er:YAG to the junction resístance between the tooth surface and the restorative material , using different adhesives . For this study were used 30 human healthy molars, divided in three experimental groups and three control groups. The experimental groups were exposed to a laser of Er:YAG with 260 mJ/10Hz of energy. The six groups were: G1) laser, phosforic acid at 37%, Excite/ Vivadent. G2) control, phosforic acid at 37 % , Excite/ Vivadent. G3) laser, adhesive system Prompt L-pop/ Espe. G4) control, adhesive system Prompt L-pop/ Espe. G5) laser, phosforic acid 37% , Single Bond/ 3M. G6) control, Single Bond/ 3M. All the teeth were restored with the composite Tetric Ceram/ Vivadent. Then thermocycled 550 times and cut in specimens of 1mm2. In these specimens was made a test of micro tensile bond strength in a Universal Test Machine. The fractures were analyzed in a digital optical microscope, and more representative fractures were then analyzed in a electronic microscope. The results revealed that the groups treated with laser Er:YAG presented less tensile bond strengh, independently to the adhesive system used. The adhesive Promp 1-pop presented less tensile bond strengh compared to the other adhesives evaluated. There no was difference between the groups of Single Bond and Excite. The fractures more commun were the adhesive type.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

GUZMÁN SIERPINSKI, Liz Marie. Avaliação in vitro da resistência de união em dentina irradiada com o laser de Er:Yag, mediante a aplicação de diferentes sistemas adesivos. 2002. 116 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia de Araraquara, 2002.

Itens relacionados

Financiadores