O vestibular como política pública de acesso ao ensino superior e a Matemática como potencial restritivo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-01-30

Autores

Braga, Robson Henrique Moraes

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O exame vestibular é a via de acesso mais comum para o ensino superior no Brasil, caracterizado como uma prova de questões objetivas, versando sobre as áreas do conhecimento ciências da natureza, ciências humanas, matemática e suas tecnologias, cujo resultado é classificatório. Essa prática, do ponto de vista matemático, leva à uma realidade de ensino através do qual o foco está em artifícios que retornem respostas corretas (como fórmulas prontas), tratando com descaso a percepção do processo envolvido: como reflexo disso, podemos apontar alunos que têm dificuldade de correlacionar conteúdos matemáticos com assuntos da realidade em que vivem. Desta maneira, esta pesquisa tem por objetivos traçar um breve histórico das universidades brasileiras e sua política vigente de ingresso, além de analisar a percepção dos alunos do 1º ano dos cursos de Licenciatura e Bacharelado da Faculdade de Ciências da UNESP/Bauru no que tange à prova do vestibular como forma de adesão ao ensino superior, levantando, também, as vivências pessoais do sujeitos em sua educação matemática. Para tanto, foi utilizado um questionário estruturado com questões abertas e fechadas. Os dados foram organizados por meio da construção de gráficos, tabelas e seções de estudo e analisados à luz da literatura de referência qualitativa. Os resultados apontam que a maioria dos entrevistados reflete a experimentação da Matemática como uma ferramenta desconexa da realidade, além de apresentarem o potencial psicológico de medo e insegurança de resolução de cálculos matemáticos para aprovação no vestibular, embora a maior parte deles considere um artifício essencial e que deva ser apresentado no exame de admissão. Além disso, embora os respondentes também apontem para o vestibular como uma política excludente, não são capazes de apontar outra forma de acesso ao ensino superior.
The college entrance exam is the most common access to higher education in Brazil. It is characterized as a test of objective questions, dealing with the areas of knowledge, such as, natural sciences, human sciences, mathematics and their technologies, whose result classifies or does not classify the candidate. This practice, from a mathematical point of view, leads to a teaching reality whereby the focus is on devices that return correct answers (for example ready-made formulas), treating with disregard the perception of the process involved: as a reflection of this, we can point out students who have difficulty to correlate mathematical content with matters of the reality in which they live. In that regard, this research aims to outline a brief history of Brazilian universities and their current admission policy, in addition to analyzing the perception of students in the 1st year of the Licentiate and Bachelor courses of the Faculty of Sciences of UNESP/Bauru regarding the entrance exam as a way of joining higher education, also approaching the personal experiences of the Individuals in relation to their mathematics education. For that, a structured questionnaire with open and closed questions was used. The data obtained were organized through the construction of graphs, tables and study sections and analyzed in the light of the qualitative reference literature. The results indicate that most of the interviewees reflect the experimentation of Mathematics as a tool disconnected from reality, in addition to presenting the psychological potential of fear and insecurity in solving mathematical calculations for approval in the entrance exam, although most of them consider it an essential device and that must be presented in the entrance exam. Furthermore, although the respondents also point to the entrance exam as an exclusionary policy, they are not able to point to another form of access to higher education.

Descrição

Palavras-chave

Educação Matemática, Ensino Médio, Ensino Superior, Vestibular, Mathematics Education, High school, University education, College entrance exam

Como citar