A elaboração de modelos em 3D como ferramenta pedagógica para o ensino sobre serpentes a pessoas com deficiências visuais

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-11-07

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Cerca de 39 milhões de pessoas globalmente possuem deficiência visual total e 246 milhões apresentam baixa visão. A falta de acessibilidade gera barreiras para pessoas com deficiência visual. Educar para incluir demanda materiais adaptados para garantir igualdade na educação. Diante do exposto, o objetivo deste projeto foi a criação de modelos didáticos em impressão 3D adaptados aos estímulos sensoriais, abordando quatro temas centrais sobre as serpentes. Esses temas incluem os formatos de escamas, estrutura dos crânios e cabeças, características de caudas e modos de locomoção desses animais e assim impulsionando uma educação em zoologia, mais inclusiva, acessível e promovendo um aprendizado mais significativo. Com o scanner 3D EinScan-SE, realizamos a captura digital das serpentes, que estavam mortas. Após a obtenção das malhas 3D, procedemos com as correções utilizando o software Gom Inspect. Em seguida, preparamos arquivos no software Ultimaker Cura para as impressoras de mesa aberta, usando PLA (Poliácido Láctico) como material. Validamos algumas das peças 3D, incluindo os recursos como audiodescrição por intermédio de questionários e assim como a produção de placas em Braille para impulsionar a acessibilidade na educação e uma experiência imersiva no estudo das serpentes. Os modelos 3D podem ser utilizados para conscientização sobre a preservação e a convivência responsável com esses animais. Para concluir, a tecnologia de impressão 3D pode ser uma ferramenta valiosa ao garantir a inclusão, especialmente de pessoas cegas e com baixa visão, ao oferecer acesso a materiais adaptados e tecnologias assistivas.
About 39 million people globally have total visual impairment and 246 million have low vision. The lack of accessibility creates barriers for people with visual impairments. Educate to include demand adapted materials to ensure equality in education. Given the above, the objective of this project was the creation of didactic models in 3D printing adapted to sensory stimuli, addressing four central themes about snakes. These topics include the shapes of scales, structure of skulls and heads, tail characteristics and modes of locomotion of these animals and thus driving an education in zoology, more inclusive, accessible and promoting more meaningful learning. With the EinScan-SE 3D scanner, we digitally captured the snakes, which were dead. After obtaining the 3D meshes, we proceed with the corrections using the Gom Inspect software. We then prepare files in the Ultimaker Cure software for the open desktop printers, using PLA (Polylactic Acid) as the material. We validated some of the 3D pieces, including features such as audio description through questionnaires and as well as the production of Braille plates to boost accessibility in education and an immersive experience in the study of snakes. The 3D models can be used to raise awareness about the preservation and responsible coexistence with these animals. To conclude, 3D printing technology can be a valuable tool in ensuring inclusion, especially of people who are blind and have low vision, by providing access to adapted materials and assistive technologies.

Descrição

Palavras-chave

Deficiência visual, Morfologia, Modelo didático adaptado, Vertebrados, Visual impairment, Morphology, Adapted didactic model, Vertebrates

Como citar

ALMEIDA, G. G. Impressão 3D: um estudo exploratório sobre desenhos de modelos de negócio. 2019. 109 f. Dissertação (Mestrado em Gestão de Negócios) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2019. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12142/tde 17032020-180812/. Acesso em: 10 abr. 2023. ALVES, J. M. Para além da acessibilidade: a empatia na audiodescrição. 2021. 17 f. Monografia (Licenciatura em Biblioteconomia) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis 2021. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/228425/TCC_Juliana%20Alves_ Final%20DOC%20ENTREGA%20FINAL.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 10 dez. 2021. ALVES, S. F.; ARAÚJO, V. L. S. Formação do audiodescritor: a estética cinematográfica como base para o aprendizado da estética da audiodescrição - materiais, métodos e produtos. Caderno de Tradução, Florianópolis v. 36, n. 3, p. 34-59, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/traducao/article/view/21757968.2016v36n3p34/324 00. Acesso em: 10 dez. 2021. ALVES, S. F.; TELES, V. C.; PEREIRA, T. V. Propostas para um modelo brasileiro de audiodescrição para deficientes visuais. Revista Tradução e Comunicação, São Paulo, v. 22, n. 22 p. 1-21, 2011. Disponível em: https://revista.pgsskroton.com/index.php/traducom/article/view/1811. Acesso em: 22 set. 2021. ARCAND, K. K. et al. Touching the stars: improving NASA 3D printed data sets with blind andvisually impaired audiences. Journal of Science Communication, Trieste, v. 18, n. 4, p. 1-22, 2019. Disponível em: https://jcom.sissa.it/sites/default/files/documents/JCOM_1804_2019_A01.pdf. Acesso em: 4 abr. 2022. BARBOSA, J. B. M. et al. Utilização de impressoras 3D para o desenvolvimento de metodologias ativas em cursos de engenharia. Research, Society and Development, Itabira, v. 10, n. 10, p. e181101018657, 2021. DOI 10.33448/rsd-v10i10.18657. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18657. Acesso em: 1 set. 2023. BELL, E. C.; SILVERMAN, A. M. Access to math and science content for youth who areblindorvisually impaired. The Journal of Blindness Innovation Research, Baltimore, v. 9, n. 1, p. 1-7,2019. Disponível em: https://nfb.org//images/nfb/ publications/jbir/jbir19/jbir090101.ht ml. Acesso em: 29 mar. 2021. BRASIL. Ministério da Educação. Base nacional comum curricular: educação é a base. Brasília: Ministério da Educação, 2017. 600 p. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site. pdf. Acesso em: 1 set. 2023. 144 BRASIL. Ministério das Comunicações (MC). Portaria nº 188, de 24 de março de 2010. Altera o subitem 3.3 e o item 7 da Norma Complementar n. 01/2006 — Recursos de acessibilidade, para pessoas com deficiência, na programação veiculada nos serviços de radiodifusão de sons e imagens e de retransmissão de televisão. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 153, 25 mar. 2010. Disponível em: http://repositorio.mctic.gov.br/handle/mctic/1959. Acesso em:15 dez. 2021. BRASIL. Presidência da República. Secretaria-Geral. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Brasília, DF: Presidência da República, 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015- 2018/2015/lei/l13146.htm. Acesso em: 19 mar. 2023. BRASIL. Ministério da Saúde. Biblioteca Virtual em Saúde Ministério da Saúde. Dia internacional de atenção aos acidentes ofídicos. Brasília, DF: Ministério da Saúde, mar. 2019b. Disponível em: http://bvs.saude.gov.br/ultimas-noticias/2790-19-9-dia internacional-de- atencao-aos-acidentes-ofidicos. Acesso em: 27 mar. 2021. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Acidentes de trabalho por animais peçonhentos entre trabalhadores do campo, floresta e águas, Brasil 2007 a 2017. Boletim Epidemiológico, Brasília, v. 50, n. 11, p. 1-14, mar. 2019a. Disponível em: https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2019/marco/29/2018- 059.pdf. Acesso em: 21 mar. 2021. BRULÉ, E. et al. MapSense: multi-sensory interactive maps for children living with visual impairments. In: CONFERENCE ON HUMAN FACTORS IN COMPUTING SYSTEMS, 2016, San José, California, USA. Proceedings [...]. New York: Association for Computing Machinery, 2016. Disponível em: https://hal.inria.fr/hal01263056/document. Acesso em: 4 abr. 2022. CALAZANS, A.; MARTINS, C. A. O uso da tecnologia de impressão 3D na educação: pressupostos conceituais a partir da teoria do duplo aspecto de Andrew Feenberg. Revista Dialectus, São Paulo, n. 23, p. 33-53, 2021. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/dialectus/article/view/71847/197293. Acesso em: 10 abr. 2023. CANEDO-ARGUELLES, E. L.; SOMONTE, M. D. Estado actual del prototipado rápido y futuro de éste. In: CONGRESO INTERNACIONAL DE INGENIERÍA GRÁFICA, 11., 1999, Logroño. Proceedings [...]. Logroño: Universidad de la Rioja, 1999. v. 3, p. 1242-1255. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/358595456_Estado_actual_del_prototipado_r apido_y_futuro_de_este. Acesso em: 15 ago. 2023. CBN CAMPINAS. Festival internacional de filmes sobre deficiência. Fala de: Graciela Pozzobon. Campinas: Estúdio CBN, 2021. 1 vídeo (7:50 min.). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=fZ0QIa2LVqg. Acesso em: 9 jan. 2022. CHOI, S. H.; SAMAVEDAM, S. Modelling and optimisation of rapid prototyping. Computers in Industry, New York, v. 47, n. 1, p. 1-21, 2002. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0166361501001403. Acesso em: 12 145 ago. 2023. COMO fazer cortes precisos na sua impressão 3d com meshmixer. Produção de: Oswaldo Salzano. São Paulo: Estúdio 3D Print Academy Impressão 3D Pro e Maker, 2020. 1 vídeo (7:20 min.). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=pVITNHBNvLk. Acesso em: 18 jul. 2023. COSTA, G. R. V.; MAIOR, I. M. M. L.; DE LIMA, N. M. Acessibilidade no Brasil: uma visão histórica. In: SEMINÁRIO, 3., OFICINAS ACESSIBILIDADE, TI E INCLUSÃO DIGITAL, 2., 2005, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: Secretaria Especial dos Direitos Humanos, 2005. p. 1-5. Disponível em: http://www.prodam.sp.gov.br/multimidia/midia/cd_atiid/conteudo/ATIID2005/MR1/01/ AcessibilidadeNoBrasilHistorico.pdf. Acesso em 07 jan. 2022. COSTA, L. M. Normas técnicas da audiodescrição nos Estados Unidos e na Europa e seus desdobramentos no Brasil: interpretação em foco. Revista Brasileira de Tradução Visual, Rio de Janeiro, v. 13, p. 1-24, 2012. Disponível em: https://adww.online/normas-tecnicas-da-audiodescricao-nos-estados-unidos-e-na europa-e-seus-desdobramentos-no-brasil-interpretacao-em-foco/. Acesso em: 30 set. 2021. CRIE encaixes para impressão 3D de maneira muito rápida e fácil. Produção de: Murilo Laffranchi. Jaboticabal: Estúdio 3D Geek Show Impressão 3D, 2018. 1 vídeo (16:41 min.). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Kf7QfQTZ-R8. Acesso em: 17 jul. 2023. CRISTO, A. L. L.; FREITAS, T. Y. P.; RODRIGUES, J.; LOPES, J. A interface entreterapia ocupacional e impressão 3D: desenvolvimento de protótipo de prótese funcional. In: MEDOLA, F. O.; PASCHOARELLI, L.C. (org.). Tecnologia assistida desenvolvimento e aplicação. Bauru: Canal 6 Editora, 2018. cap. 3, p. 213-223. Disponível em: https://www.canal6livraria.com.br/pd-5ed353- tecnologia-assistiva-desenvolvimento-eaplicacao.html. Acesso em: 21 jun. 2021. DOMINGUES, C. A. et al. A educação especial na perspectiva da inclusão escolar: os alunos com deficiência visual: baixa visão e cegueira. Brasília: Secretaria de Educação Especial, 2010. Disponível em: https://repositorio.ufc.br/handle/riufc/43214. Acesso em: 9 ago. 2021. FERNANDES, W. L.; COSTA, C. S. L. Possibilidades da tutoria de pares para estudantes com deficiência visual no ensino técnico e superior. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 21, n. 1, p. 39-56, 2015. DOI 10.1590/S1413- 65382115000100004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbee/a/NdbbF87fYFSTdrRwwLB8hWP/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 abr. 2023. FRANCISCO, B. M. Simulação no processo de injeção utilizando o software moldflow. 2016. 40 f. Monografia (Tecnologia em Polímeros) - Faculdade de Tecnologia de Sorocaba, Sorocaba, 2016. Disponível em: http://www.fatecsorocaba.edu.br/nucleos/naap/SIMULACAOINJECAO_SOFTWARE_ MOLDFLOW-BEATRIZ-FRANCISCO.pdf. Acesso em: 16 nov. 2023. 146 FRANCO, E. P. C. A importância da pesquisa acadêmica para o estabelecimento de normas da audiodescrição no Brasil. Revista Brasileira de Tradução Visual, Recife, v. 3, n. 3, p. 1-14, 2010. Disponível em: https://adww.onlineimportancia-da pesquisaacademica-para-o-estabelecimento-de-normas-da-audiodescricao-no-brasil/. Acesso em: 22 set. 2021. FRANCO, E. P. C.; SILVA, M. C. C. C. Audiodescrição: breve passeio histórico. In: MOTTA, L. M. V. M.; M. ROMEU FILHO, P. (org.). Audiodescrição: transformando imagens em palavras. São Paulo: Secretaria dos Direitos das Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo, 2010. cap. 1, p. 19-36. Disponível em: http://www.vercompalavras.com.br/download/audiodescricao-transformando imagensem-palavras.pdf. Acesso em: 6 jan. 2022. GALVÃO FILHO, T. A. Tecnologia assistiva para uma escola inclusiva: apropriação, demandas e perspectivas. 2009. 346 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/bitstream/ri/10563/1/Tese%20Teofilo%20Galvao.pdf/. Acesso em: 2 set. 2023. GONZAGA, A. Materiais adaptados ajudam a incluir. Nova Escola Gestão, São Paulo, 2012. Disponível em: https://gestaoescolar.org.br/conteudo/350/materiais-adaptados ajudam-a incluir#:~:text=%2D%20Objetos%20sonoros%20Inserir%20guizos%20ou,para%20que m%20tem%20dificuldade%20motora./. Acesso em: 14 mar. 2021. GONZALES, J. Audiodescrição na TV aberta e nas plataformas streaming. Bauru: Grupo de Pesquisa MATAV, 2018. Disponível em: https://bit.ly/31d4qaV. Acesso em: 16 dez. 2021. HU, D. L. et al. The mechanics of slithering locomotion. Proceedings of the National Academy of Sciences, New York, v. 106, n. 25, p. 10081-10085, 2009. Disponível em: https://www.pnas.org/doi/pdf/10.1073/pnas.0812533106. Acesso em: 21 jul. 2023. IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2019: país tem 17,3 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Brasília: IBGE, 2021. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de imprensa/2013-agencia-de noticias/releases/31445-pns-2019-pais-tem-17-3-milhoes-de pessoas-com-algum-tipo-de-deficiencia. Acesso em: 17 nov. 2023. INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT. Recursos didáticos na educação especial. Rio de Janeiro: IBC, 2016. Disponível em: http://www.ibc.gov.br/educacao/71-educacao-basica/ensino-fundamental/262-recursos didaticos-naeducacaoespecial#:~:text=Recursos%20di d%C3%A1ticos%20s%C3%A3o%20todos%20os,se%20num%20meio%20para%20faci litar%2C. Acesso em: 19 fev. 2021. JERONIMO, B. A educação ambiental na preservação de serpentes. 2013. 12 f. Monografia (Licenciatura em Biologia) - Universidade Estadual Paulista, Botucatu, 2013. Disponível em: 147 https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/119477/jeronimo_bc_tcc_botib.pdf? sequen ce=1&isAllowed=y. Acesso em: 27 mar. 2021. KÖNIG, N. et al. Method for segmentation and hybrid joining of additive manufactured segments in prototyping using the example of trim parts. Designs, Basel, v. 6, n. 1, p. 2, 2022. Disponível em: https://www.mdpi.com/2411-9660/6/1/2. Acesso em: 2 set. 2023. LOPES, A. P. S. A tecnologia assistiva para a inclusão de alunos com deficiência na educação superior: concepção e avaliação de um portal educacional para auxiliar a prática docente. 2019. 141 f. Dissertação (Mestrado em Cultura e Sociedade) – Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2019. Disponível em: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/2773. Acesso em: 5 set. 2023. MACHADO, E. B.; PEIXOTO, P. B. Prática cordados: introdução ao preparo de esqueletos. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2014. Disponível em: https://www2.icb.ufmg.br/grad/labensino/PAE%20do%20site/Zoologia/07%20- %20esqueletos.pdf. Acesso em: 1 set. 2021. Modifiquei os autores (verificar alterar no texto). MELCHELS, F. P. W. Celebrating three decades of stereolithography. Virtual and Physical Prototyping, London, v. 7, n. 3, p. 173-175, 2012. DOI: https:// https://doi.org/10.1080/17452759.2012.723408. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/17452759.2012.723408. Acesso em: 10 abr. 2023. MOTTA, L. M. V. M. O uso da audiodescrição na escola: curso de formação de professores. São Paulo: Secretaria Municipal de São Paulo, 2012. Disponível em: http://vercompalavras.com.br/download/O-USO-DA-AUDIODESCRICAO NAESCOLA1.pdf. Acesso em: 1 ago. 2021. NASCIMENTO, L. S. Modalidades didáticas para ensino do conteúdo “Serpentes”. 2018. 78 f. Monografia (Licenciatura em Biologia) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, 2018. Disponível em: http://www.repositoriodigital.ufrb.edu.br/bitstream/12 3456789/1902/2/201311314%20%20Lucas%20Santana%20do%20Nascimento.pdf. Acesso em:19 mar. 2021. NEVES, C. N.; MAIA, R. M. C. S. O uso de materiais adaptados para o ensino da matemática para estudantes com deficiência visual. Revista Boem, Joinville, v. 6, n. 11, p. 1-19, 2018. Disponível em: htps://www.revistas.udesc.br/index.php/boem/article/download/11862/8960/466546. Acesso em: 19 mar. 2021. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Relatório mundial sobre a visão. Genebra: OMS, 2019. Disponível em: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/328717/9789241516570-por.pdf. Acesso em: 8 abr. 2023. PEIXOTO, R. N. O uso de tecnologias assistivas no processo de inclusão escolar: os professores e a escola. 2018. 97 f. Dissertação (Mestrado em Tecnologias da 148 Informação e Comunicação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Araranguá, 2018. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/194232/. Acesso em: 5 set. 2023. PIERRO, B. Onde estão as serpentes brasileiras. Pesquisa Fapesp, São Paulo, 2020. Disponível em: https://revistapesquisa.fapesp.br/onde-estao-as-serpentes-brasileiras/. Acesso em: 26 mar. 2023. PIETY, P. J. The language system of audio description: an investigation as a discursive process. Journal of Visual Impairment & Blindness, New York, v. 98, n. 8 p. 2-38, 2004. Disponível em: https://files.eric.ed.gov/fulltext/EJ683817.pdf . Acesso em: 6 jan. 2022. PONTES, B. E. S. et al. Serpentes no contexto da educação básica: sensibilização ambiental em uma escola pública da Paraíba. Experiências em Ensino de Ciências, João Pessoa, v. 12, n. 7, p. 1-21, 2017. Disponível em: https://if.ufmt.br/eenci/artigos/Artigo_ID424/v12_n7_a2017.pdf. Acesso em: 21mar. 2021. RAZGRIZ, G. Ender a linha de impressoras 3D mais utilizada mundialmente. Rio de Janeiro: Maker Hero, 2022. Disponível em: https://www.makerhero.com/blog/ender a-linha-de-impressoras-3d-mais-utilizada-mundialmente. Acesso em: 22 jul. 2023. REIS, A. et al. Análise de estratégias de impressão 3D por método FDM (modelagem de deposição fundida). 2021. 27 f. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia Mecânica) - Universidade Sociedade Educacional de Santa Catarina, Joinville, 2021. Disponível em: https://repositorio.animaeducacao.com.br/bitstream/ANIMA/26632/1/Dagonir%20e%2 0Alex-Rev18.pdf. Acesso em: 10 abr. 2023. REYNAGA-PEÑA, C. G. A microscopic world at the touch: learning biology with novel 2.5d and 3d tactile models. Journal of Blindness Innovation and Research, Baltimore, v. 1, n. 5, p. 1-8, 2015. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/CristinaReynagaPena/publication/27644899_A_Mi croscopic_World_at_the_Touch_Learning_ Biology_ with_Novel_25D_and_3D_Tactile_Models/links/583c938208ae3cb636559368/AMicro scopic-. Acesso em: 9 jan. 2022. RULE, A. C. Tactil and earth and space science materials for students with visual impairments: contours, craters, asteroids, and features of mars. Journal of Geoscience Education, Belling- ham, v. 59, n. 205, p. 1-14, 2011. DOI: https:// https://doi.org/10.5408/1.3651404. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.5408/1.3651404. Acesso em: 12 mar. 2021. SAMPAIO, C. L. Guia maker de impressão 3D: teoria e prática consolidadas. Campinas: Open-Source, 2017. 588 p. E-book. Disponível em: http://www.makerlinux.com.br/ebook. Acesso em: 1 ago. 2021. SANCHES, E. C. P.; MACEDO, C. M. S. Imagens táteis tridimensionais: um modelo paraa tradução tátil a partir de imagens estáticas bidimensionais. Revista Brasileira de 149 Design da Informação, São Paulo, v. 14, n. 2, p. 1-19, 2017. Disponível em: https://www.infodesign.org.br/infodesign/article/view/602. Acesso em: 19 mar. 2021. SANDBERG, R. 3D printing for blind people: the future potential of a cutting edge technology.Incobs, Hamburgo, jan. 2016. Disponível em: https://www.incobs.de/articles/items/3d.html.Acesso em: 19 mar. 2021. SANTOS, F. L. S.; BRITO, M. F. G. Educação inclusiva: modelo didático de peixe para alunos com deficiência visual no ensino de ciências e biologia. Revista Ciências e Idéias, Nilópolis, v. 10, n. 3, p. 1-18, 2019. Disponível em: https://revistascientificas.ifrj.edu.br/ revista/index.php/reci/article/view/1022/703. Acesso em: 9 fev. 2021. SANTOS, J. T. G.; ANDRADE, A. F. Impressão 3D como Recurso para o Desenvolvimento de Material Didático: Associando a Cultura Maker à Resolução de Problemas. Revista Novas Tecnologias na Educação, Porto Alegre, v. 18, n. 1, 2020. DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.106014. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/renote/article/view/106014. Acesso em: 20 ago. 2023. SANTOS, M. J. A escolarização do aluno com deficiência visual e sua experiência. 2007.115 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2007. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/10613/1/Miralva%20dos%20Santos.pdf. Acesso em: 18 mar. 2021. SANTOS, M. L. S. et al. Percepção e sensibilização ambiental sobre serpentes em uma Escola Pública de Ensino Médio no Município de Russas – CE. Ensino de Ciências e Biologia e Relações CTSA. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE BIOLOGIA, 8., 2021, Fortaleza. Anais [...]. Campina Grande: Realize Editora, 2021. Disponível em: https://editorarealize.com.br/editora/anais/enebio/2021/TRABALHO_EV139_MD1_SA 17_ID955_14032020214728.pdf. Acesso em: 12 mar. 2021. SANTOS, S.; BAPTISTA, G. Réplicas zoológicas para o ensino e aprendizagem de biologia: uma pesquisa colaborativa. Revista Areté, Manaus, v. 12, n. 26, p. 1-15, 2019. Disponível em: http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/1672/1019. Acesso em: 19 fev. 2021. SARRAF, V. P. Reabilitação do museu: políticas de inclusão cultural por meio da acessibilidade. 2008. 181 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27151/tde-17112008- 42728/publico/reabilitacao- museu.pdf. Acesso em: 12 mar. 2021. SCORALICK, K. Por uma TV acessível: a audiodescrição e as pessoas com deficiência visual. 2017. 192 f. Tese (Doutorado em Comunicação) – Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/347812644_Audiodescricao_no_telejornalism 150 o_a_inclusao_das_pessoas_com_deficiencia_visual_por_meio_da_descricao_das_imag ens. Acesso em: 16 dez. 2021. SHIN, L. et al. Designing interactive 3D printed models with teachers of the visually impaired. In: CONFERENCE ON HUMAN FACTORS IN COMPUTING SYSTEMS, 2019, Glasgow, Scotland. Proceedings [...]. New York: ACM, 2019. p. 1-14. Disponível em: https://dl.acm.org/doi/pdf/10.1145/3290605.3300427. Acesso em: 5 abr. 2022. SILVA, L. C. S. Anatomia dos répteis. In: CURSO Conhecer Científico. São Paulo, 2018. p. 1-130. Apostila. SILVEIRA, C. M. Professores de alunos com deficiência visual: saberes, competências e capacitação. 2010. 137 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grandedo Sul, Porto Alegre, 2010. Disponível em: https://repositorio.pucrs.br/dspace/bitstream/109232898/1/000421421- Texto%2BCompleto- 0.pdf. Acesso em: 15 mar. 2021. SOUSA, J. D. O. S. Leitura deformas como tato: possibilidade de aprendizagem significativa para alunos cegos. In: ENCONTRO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL, 8., 2013, Londrina. Anais [...]. Londrina: UEL, 2013. p. 1-13. Disponível em: http://www.uel.br/eventos/congresso multidisciplinar/pages/arquivos/anais/2013/AT16- 2013/AT16-004.pdf. Acesso em: 18 mar. 2021. SOUZA, I. A. V. et al. Percepção dos alunos sobre serpentes em uma escola pública no sudoeste da Amazônia. Ciência e Natura, Santa Maria, v. 42, p. e13, 2020. DOI 10.5902/2179460X40670. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/cienciaenatura/article/view/40670/html. Acesso em: 7 set. 2023. STELLA, L. F.; MASSABNI,V. G. Ensino de ciências: materiais didáticos para alunos com necessidades educativas especiais. Ciência e Educação, Bauru, v. 25, n. 2, p. 353-374, 2019. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/334175537_ Ensino_de_Ciencias_Biologicas_materias_didaticos_para_alunos_com_necessidades_ed ucativas_especiais. Acesso em: 21 mar. 2021. TAKAGAKI, L. K. Capítulo 3. Tecnologia de impressão 3D. Revista Inovação Tecnológica, São Paulo, v. 2, n. 2, p. 28-40, 2012. Disponível em: https://doczz.com.br/doc/26444/capitulo-3.-tecnologia-de-impress%C3%A3o-3d luizkoiti-takagaki. Acesso em: 10 abr. 2023. TURBIANI, R. Cegueira afeta 39 milhões de pessoas no mundo: conheça suas principais causas. São Paulo: BBC News Brasil, 2019. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-48634186. Acesso em: 1 mar. 2023. VENTORINI, S. H.; SILVA P. A.; ROCHA F. S. Deficiência visual: práticas pedagógicas e material didático. São João Del Rei: Agência Carcará, 2016. Disponível em: 151 https://ufsj.edu.br/portalrepositorio/File/bdgc/Livro_deficiencia%20visual,%20pr%E1ti cas%20p edeg%F3gicas%20e%20material.pdf. Acesso em: 20 mar. 2021. YAMAMOTO, I. Metodologias ativas de aprendizagem interferem no desempenho de estudantes. 2016. 101 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. DOI 10.11606/D.12.2016.tde-22092016-121953. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-22092016- 121953/pt-br.php. Acesso em: 1 set. 2023