Causalidade na epistemologia genética de Jean Piaget

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2021-08-18

Autores

Furlan, Bruna Marcela

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

No presente trabalho, buscamos analisar como, segundo a Epistemologia Genética, ocorre a construção da noção de causalidade no âmbito individual. Diferente das epistemologias tradicionais, Piaget (1983) propõe que o conhecimento se constrói, por isso analisa as suas origens e desenvolvimentos no indivíduo – psicogênese – e nas coletividades – sociogênese. No construtivismo de Jean Piaget, a inteligência não é fruto apenas do objeto, nem apenas do sujeito, mas sim da relação que se estabelece entre eles. O conhecimento individual é resultado da ação do sujeito sobre os objetos e construído pela organização e reorganização dos seus esquemas de ação (estruturas). Nesse processo, o sujeito abandona progressivamente atitudes fenomenistas e egocêntricas para alcançar formas objetivas e operatórias. A teoria piagetiana aponta também que, dependendo da natureza dos objetos da realidade, o processo construtivo terá dificuldades e percursos específicos. Contudo, esse processo construtivo será progressivo e sequencial. Para o estudo da causalidade, ou explicações causais, analisaremos a constituição da causalidade na criança e focaremos o desenvolvimento da noção de transmissão de movimentos e as noções de conservação e atomismo. Analisaremos também como ocorre o abandono do fenomenismo egocêntrico e como o sujeito ruma, desta forma inicial de leitura do real, para relações e explicações descentradas do eu e objetivas a partir da relação entre experiência e dedução, ou, entre sujeito e objeto.
In this paper, we seek to analyze how, according to Genetic Epistemology, the construction of the notion of causality occurs at the individual level. Unlike traditional epistemologies, Piaget (1983) proposes that knowledge is constructed, and therefore analyzes its origins and development in the individual - psychogenesis - and in collectivities - sociogenesis. In the Jean Piaget`s Constructivism, intelligence is not only the result of the object, nor only of the subject, but of the relationship that is established between them. Individual knowledge is the result of the subject's action over objects and is built by the organization and reorganization of its action schemes (structures). In this process, the subject progressively abandons phenomenal and egocentric attitudes to reach objective and operative forms. Piaget theory also points out that, depending on the nature of the objects of reality, the constructive process will have specific difficulties and paths. However, this constructive process will be progressive and sequential. For the study of causality, or causal explanations, we will analyze the constitution of causality in the child and focus on the development of the notion of transmission of movements and the notions of conservation and atomism. We will also analyze how the abandonment of egocentric phenomenism occurs and how the subject moves, from this initial form of reading reality, towards relations and explanations decentered from the self and objective from the relationship between experience and deduction, or, between subject and object.

Descrição

Palavras-chave

Causalidade, Conhecimento físico, Construtivismo, Epistemologia genética, Jean Piaget, Causality, Constructivism, Genetic epistemology, Physical knowledge

Como citar