Análise e comparação de banco de dados de CPO obtidos em levantamentos epidemiológicos

Nenhuma Miniatura disponível

Data

2003

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: A cárie dentária tem sido expressa pelo indicador CPO médio, a partir de 1936, quando foi proposta por Klein e Palmer, mas nos dias atuais, com a facilidade proporcionada pela informática, poderemos analisar os dados obtidos em levantamentos, não somente calculando os parâmetros já estipulados, mas visualizando sua distribuição de probabilidade relacionando novos parâmetros. Objetivo: Estudar as distribuições de probabilidade dos componentes do Índice CPOD em diferentes bancos de dados obtidos em levantamentos epidemiológicos de cárie dentária, disponíveis na internet, Universidades ou Secretaria de Saúde de prefeituras municipais, dando subsídio para planejamento e análise de programas do sistema de saúde coletiva. Métodos: Os bancos de dados, serão encontrados em sites específicos da internet, assim como, informações fornecidas pelos Órgãos Municipais e Universidades. Uma vez montado o banco de dados, este é submetido à análise estatística apropriada através da avaliação dos histogramas, procuramos inicialmente verificar se a distribuição dos dados separados por ano do levantamento e idade dos examinados, se ajusta à Distribuição Normal através dos testes de normalidade de Shapiro Wilk, Komogorov Smirnov e Lilliefors. Resultados: Nos banco de dados analisados separadamente para escolares de 11 ou 12 anos, verificamos que, mesmo com amostras grandes, variando de 93 a 613 escolares em cada distribuição idade, a maioria delas difere da normal, embora não ocorra distâncias significativas entre média e mediana. Os teste de normalidade utilizados também apresentam resultados diferentes para a mesma distribuição, mas consideramos que quando apenas um deles apresenta probabilidade inferior a 5% não se ajusta à distribuição normal.

Descrição

Palavras-chave

Como citar