Pegamento de frutos em pepino caipira não partenocárpio sob cultivo protegido com aplicação de ácido naftaleno acético

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2004-01-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Instituto Agronômico de Campinas

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Os experimentos foram realizados para verificar a possibilidade de aumentar o pegamento de frutos de pepino caipira (Cucumis sativus) ginóico não partenocárpico (híbrido Guarani AG - 370), cultivado sob ambiente protegido, através da aplicação de ácido naftaleno acético (ANA). No primeiro experimento foram avaliados sete tratamentos resultantes da combinação de dois fatores: doses de ANA (25, 50 e 100 mg.L-1) e dois intervalos de aplicação na planta inteira (a cada sete ou quatorze dias), além da testemunha sem aplicação de qualquer produto. O delineamento foi em blocos ao acaso, com seis repetições e quatro plantas por parcela. No segundo experimento foram avaliados quatro tratamentos, sendo aplicação na flor no dia de sua antese com diferentes doses de ANA (25, 50 e 100 mg.L-1), além da testemunha sem aplicação de qualquer produto. O delineamento foi em blocos ao acaso, com seis repetições e quatro plantas por parcela. No terceiro experimento foram avaliados quatro tratamentos, sendo aplicação na flor no dia de sua antese com diferentes doses de ANA (100, 200 e 400 mg.L-1), além da testemunha sem aplicação de qualquer produto. O delineamento foi em blocos ao acaso, com cinco repetições e cinco plantas por parcela. Os resultados mostraram que nos tratamentos com aplicação na planta inteira não houve pegamento de frutos, independentemente da dose e do intervalo de aplicação, e nos tratamentos com aplicação na flor houve aumento no pegamento de frutos, sendo crescente com o aumento da dose até 200 mg.L-1 de ANA, quando se obteve 38% de pegamento das flores tratadas.

Resumo (inglês)

In order to verify the possibility of increasing fruit seting in non-partenocarpic caipira type cucumber (hybrid Guarani AG-370) through NAA spraying, three trails were performed. In trial 1, seven treatments, resulted from two factors combination: three NAA levels (25, 50 and 100 mg.L-1) and two spraying intervals in whole plant (each 7 or 14 days), besides control without any spraying, were evaluated. There were six replicates of four plants per plot in a randomized block design. In trial 2, four treatments, NAA aplication on flower at anthesis with 25, 50 and 100 mg.L-1, were evaluated in a randomized block design with six replicates of four plants per plot. In trial 3, four treatments, NAA aplication on flower at anthesis with 100, 200 and 400 mg.L-1, were evaluated in a randomized block design with five replicates of five plants per plot. There was no fruit seting increasing with whole plant spraying, in any level or day interval. However, there was fruit seting increasing with flower spraying, until 200 mg.l-1 of NAA, when 38% of fruit setting was achieved.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Bragantia. Instituto Agronômico de Campinas, v. 63, n. 1, p. 25-29, 2004.

Itens relacionados